Dermatologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1004 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Dermatologia

Este trabalho visa destacar o Mercado da beleza e suas consequências, buscando demonstrar que atualmente a imagem está se tornando a construção da identidade das pessoas, levando-as a práticas estéticas desordenadamente como: malhação, cirurgias, plásticas e dietas compulsivas, na tentativa de alcançar os padrões de beleza impostos pela sociedade.
Historicamente a imagemconcentra-se com a beleza, a saúde e juventude, assim, atualmente essa imagem invadiu as dimensões que estão perdendo o controle, as pessoas não medem esforços para ter corpos sarados, o que se tornou modismo recorrer a intervenções cirúrgicas para resolução de seus problemas, que estão correlacionados com a idade e os recursos estão cada vez mais evoluídos.
A busca pelo embelezamento e paravencer o envelhecimento é tão ativa hoje quanto nos séculos passados em que os egípcios enalteciam os aspectos relacionados com a beleza. Porem, hoje o que impõe esse conceito é a mídia. Das numerosas questões vinculadas à beleza, a produção e o consumo social da beleza humana é o que mais interessa às pessoas. Esse incentivo da mídia tem sido pelos avanços tecnológicos ocorridos na medicina,biotecnologia, cosmética dentre outros.
Os fabricantes de cosmética estão atentos aos desejos, tendências, materializando, criando produtos e assim revigorando o aperfeiçoamento de produtos que ajudam assim as pessoas a atingir os padrões de beleza impostos e os fazendo consumir cada vez mais.

A Influência do Belo no consumo
A beleza humana sempre foi cultuada, conforme as imposições de sua época.No século XVI, o corpo considerado belo era um corpo “carnudo, cheio de curvas”. A partir do século XIX o padrão de beleza começa a mudar, tornando os corpos mais delgados, a maquiagem começou a adquirir nuances variadas, buscando a individualização, deixando de ser caseira, tornou-se especialidade de boticários e perfumistas. Com isso o comercio se multiplicou, instituíram-se assim comissáriose subempreiteiros, enquanto o comercio abundante consumia os produtos mais comuns. No século XIX que iniciou a alusão aos regimes e exercícios para emagrecer, criando o mercado do embelezamento. Nos anos 50, começaram a surgir produtos para controlar o peso. Numa pesquisa recente com 30.000 mulheres em 33 países, 82% disseram que os produtos de beleza são uma necessidade, e não um luxo.Padrões de Beleza
Na mitologia grega, até nossos dias, provavelmente nossa visão mais importante seja a da própria autoimagem. De acordo com o conceito de beleza há variações de acordo com a geografia e com a história baseado em hábitos e costumes de cada localidade.
A mulher, influenciada pela moda, publicidade, mídia, academias de ginasticas, passou-se a buscar um padrão de beleza maislongilíneo. Os índices de obesidade cresceram de maneira alarmante e na outra ponta crescia a busca do corpo ideal.
O assunto beleza, perfeição chegou a tal ponto tão prejudicial à saúde que as consequências em nome da aparência além de cirurgia plástica vêm doenças como bulimia, anorexia nervosa, vigorexia e ortorexia. Percebe-se que a partir de estudos as meninas anoréxicas recusam atendimentomedico, psicológico, nutricional e proclamam a anorexia como um estilo de vida ou estado de espírito. Mídias, passarelas, publicidades, novelas, academias, decretam, movidas pela indústria da beleza que o sucesso é magreza.
No caso, não são apenas mulheres. Homens e crianças também estão sucumbindo a este dilema. O problema é que, quando a vaidade extrapola todos os limites, surgem doenças quepodem ser fatais.
A cirurgia estética nem sempre alcança o resultado esperado. Os danos causados ao paciente podem até serem motivos que fogem do controle, e independem do cirurgião plástico. O esclarecimento e o consentimento prévio fazem parte da ética dos médicos.
Segundo pesquisas, a procura por cirurgias plásticas em adolescente quadruplicou nos últimos cinco anos.
Mesmo que a...
tracking img