Dermatite alérgica a pulgas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3974 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS
CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

DERMATITE ALÉRGICA A PULGAS

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS
2007
KARINE AMANDA CARDOSO FUKAMI
LETÍCIA DA ROCHA FOLADOR
MILENE JAKOBI DE CAMARGO

DERMATITE ALÉRGICA A PULGAS

Trabalho apresentado à disciplina de Imunologia pelas alunas do 4º.período do curso de Medicina Veterinária da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Profª. Kung Darh Chi

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS
2007
SUMÁRIO

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS iv
1 INTRODUÇÃO 05
2 DERMATITE ALÉRGICA A PULGAS 06
2.1 ETIOLOGIA 06
2.2 SINAIS CLÍNICOS 08
2.3 DIAGNÓSTICO 09
2.3.1 Anamnese 10
2.3.2 Exame físico 10
2.3.3Dermatopatologia 10
2.3.4 Teste intradérmico 11
2.3.5 Teste in vitro 11
2.4 TRATAMENTO 12
2.4.1 Redução da carga alérgica 12
2.4.2 Tratamento ambiental 14
2.4.2.1 Ambiente interno 14
2.4.2.1 Ambiente externo 14
2.5 PRECAUÇÕES 15
2.6 PREVENÇÃO 15
3 CONCLUSÃO 16
REFERÊNCIAS 17
Anexo 1 ALOPECIA SEVERA E ARRANHADURA CANINA 18
Anexo 2 TRAUMATISMO SEVERO CAUSADO PELACOCEIRA FELINA 20
Anexo 3 CROSTAS FOCAIS E DERMATITE MILIAR 22
Anexo 4 ALOPECIA NA REGIÃO LOMBAR FELINA E CANINA 24
Anexo 5 ALOPECIA COM HIPERPIGMENTAÇÃO
E LIQUENIFICAÇÃO 26
Anexo 6 ALOPECIA, PÁPULAS E CROSTAS NA REGIÃO
LOMBAR E INSERÇÃO DA CAUDA 28
Anexo 7 DERMATITE PIOTRAUMÁTICA 30
Anexo 8 EXCREMENTO DE PULGA 32
Anexo 9 DERMATITE MILIAR CARACTERÍSTICA 34
Anexo 10TESTE DE PULGA INTRADÉRMICO POSITIVO 36
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

DAP - Dermatite alérgica a pulgas
IgE - Imunoglobulina E
IgG - Imunoglobulina G
GABA - Gamma-aminobutyric acid
kD - Kilodalton

1 INTRODUÇÃO

[pic]Pulgas são responsáveis [pic]pela produção e transmissão de [pic]várias doenças em animais domésticos. Uma delas, comum em cães e gatos é a dermatite alérgicaa pulgas (DAP), que é uma reação de hipersensibilidade a um ou mais componentes da saliva da pulga, que contém várias substâncias que atuam como antígenos, capazes de desencadear uma resposta alérgica em animais que tenham sensibilidade a estas substâncias, causando inflamação e prurido, os quais induzem a maioria das lesões.
Popular principalmente em cães, que se tornam sensibilizados aosalérgenos produzidos pelo inseto, a DAP ocorre na maioria das áreas geográficas e freqüentemente durante o verão, sendo causa mais comum de cutaneopatia observada pelo clínico de pequenos animais.
2 DERMATITE ALÉRGICA A PULGAS

[pic]A dermatite alérgica a [pic]pulgas [pic]se inicia com a picada de [pic]uma pulga. A saliva da [pic]pulga contém aminoácidos, [pic]compostos aromáticos,[pic]materiais fluorescentes, [pic]polipeptídeos, e fósforo. [pic]Os principais sinais de [pic]prurido notados pelo dono [pic]do cão são a coçadura, a [pic]lambedura, a mordida e a [pic]mastigação entre outros, podendo causar lesões muito graves nos animais (Anexo 1). (GRIFFIN, 1998)
Podem ocorrer vários tipos de hipersensibilidades (como a hipersensibilidade basofílica cutânea,hipersensibilidade imediata mediada pela imunoglobulina E [IgE], a reação de IgE de início tardio e a hipersensibilidade do tipo retardado), sozinhos ou em combinação, causando inflamação e prurido, os quais induzem a maioria das lesões. (GRIFFIN, 1998)
Na maioria das áreas geográficas, a DAP corresponde à causa mais comum de cutaneopatia. Durante o verão, ela freqüentemente se torna a doença mais comumobservada em cães a gatos pelo clínico de pequenos animais. (GRIFFIN, 1998)

2.1 ETIOLOGIA

Diversos estudos demonstraram que, no mínimo, 15 antígenos diferentes estão presentes. A filtração da saliva da pulga em gel revelou que os alérgenos estavam presentes em fração de alto peso molecular (cerca de 4.000 a 1.500.000 dáltons). Os cães, individualmente, podem reagir a grupos...
tracking img