Dependencia quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1731 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso de Psicologia
Apresentação de Projeto de Pesquisa

DEPENDÊNCIA QUÍMICA:
AS COMUNIDADES TERAPÊUTICAS
DE REABILITAÇÃO

INTRODUÇÃO
PROBLEMA DE PESQUISA:


Quais os benefícios das Comunidades
Terapêuticas de Reabilitação para os
dependentes químicos?

OBJETIVOS DO TRABALHO
OBJETIVO GERAL:


Identificar os benefícios das Comunidades
Terapêuticas
de
Reabilitação
paradependentes químicos, principalmente no
âmbito psíquico.

OBJETIVOS DO TRABALHO
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:









Verificar se as Comunidades Terapêuticas geram
impacto sobre a recuperação e reintegração dos
drogadictos na sociedade.
Revisar as bibliografias existentes sobre o tema.
Identificar as dificuldades dos adictos durante o
período de internação nas comunidades.Apontar
as
metodologias
utilizadas
pelas
Comunidades Terapêuticas.
Avaliar a importância da família no tratamento.
Sugerir melhorias a partir dos dados coletados.

JUSTIFICATIVA
 No

âmbito pessoal

 No

âmbito social

 No

âmbito científico

HIPÓTESES




O
papel
fundamental
das
Comunidades
Terapêuticas de Recuperação esta centrada em
resgatar no drogadictocomportamentos e
atitudes socialmente aceitáveis e valorizados
promovendo uma compreensão a respeito do
abuso de substância química;
Favorecer reinserção social e reconstrução da
cidadania melhorando as relações do dependente
com a família, trabalho e sociedade através da
continuidade do vínculo terapêutico.

DELIMITAÇÃO


Um estudo sobre as Comunidades
Terapêuticas
para
osdependentes
químicos. Os dados serão levantados a
partir de uma pesquisa com internos, da
Fazenda Água Viva, no município de
Ipatinga - MG.

REFERENCIAL TEÓRICO




Conceito de Drogadicção: Para Theophilo o termo
drogadicto é usado por alguns autores, pois
toxicômano, que seria o usuário de tóxico + mania,
em psiquiatria mania é uma síndrome mental,
enquanto que "drogadicto é maiselucidativo e define
quem passa a viver em função do tóxico, condição de
escravo (dependente)".
Formas
de
Tratamentos
da
Dependência
Química: Segundo Bucher (1992), as formas de
tratamento podem ser classificadas como psiquiátrica,
comportamental e o psicodinâmico ou relacional. Além
dessas três, formas novas ou experimentais
originaram um quarto modelo, o eclético ou
alternativo. REFERENCIAL TEÓRICO




As Comunidades Terapêuticas: Segundo De
Leon (1995), as comunidades terapêuticas
diferenciam-se de outras modalidades de
tratamento, pois possuem uma sua visão global
de tratamento centrado no problema do vício às
drogas, na pessoa, na reabilitação e num modo
adequado de vida e o principal terapeuta é a
comunidade.
A Dependência Química e a Família:

Stempliuke Bursztein (1999) enfatizam a dependência de
drogas como sintoma de uma família disfuncional:
Se pudermos entender que o uso da droga já indica uma dinâmica
familiar comprometida, estaremos ampliando nossa concepção e
expandindo a compreensão do fenômeno para o fato de que não
estamos abordando apenas um indivíduo que se droga e sim uma
família que forma um sistema no qual a dependênciaquímica de
um dos seus membros é um dos fatores. (p.158)

METODOLOGIA
TIPO DE PESQUISA
 Quanto ao método: qualitativa
 Quanto aos objetivos: exploratória e descritiva
 Quanto aos procedimentos : pesquisa bibliográfica,
documental e estudo de campo.
POPULAÇÃO E AMOSTRA
 Amostra aleatória de 14 pacientes internados para
tratamento na Comunidade Terapêutica Fazenda Água
Viva, Ipatinga –MG.
INSTRUMENTOS
 Entrevista semi-estruturada e Questionário.

METODOLOGIA
PROCEDIMENTOS





Contato com a comunidade,
Assinaturas do termos de consentimento e carta de autorização
Entrevista com os internos

TRATAMENTO DE DADOS


Os dados foram analisados através da comparação dos conteúdos
obtidos e informações colhidas das respostas aos questionários
foram...
tracking img