Deontologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3780 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

ÉTICA E DEONTOLOGIA NA
A.P.
INTRODUÇÃO

2

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
A origem da palavra
Ética vem do grego e tem dois significados:
O primeiro vem de éthos – hábito, costume
O segundo vem de êthos – modo de ser ou carácter

3

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e moral:
Tanto um como outro têm em comum guardar um
sentido eminentemente prático. No entanto a ética
éum conceito mais amplo que a moral.
A moral é acatar as regras dadas, enquanto a
ética é uma análise crítica dessas regras.
A moral vai-se alterando e o facto é que a
estrutura da sociedade assenta nas leis e normas
escritas e não escritas.

4

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e moral:
Sendo o homem dotado de raciocínio, o bem e o
mal não podem ser eleitos pela colectividade,senão pela própria razão. Mas quando o homem
(re)examina esses valores, para os eliminar,
fortalecê-los ou para formar novos, é porque pensa
por si mesmo e assim é capaz de elaborar uma
ética ou filosofia moral.

5

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e moral:
A ética é uma forma saudável de vida que
muitas vezes implica separar-se das prescrições
que impõem os grupos maioritários.
Arazão é o que nos liberta da ignorância, de
imagens rápidas e simplificadas da realidade, de
opiniões arreigadas mas falsas.

6

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e moral:
A ética é uma ciência que se preocupa tanto com o
alcançar dos objectivos da conduta humana (o fim),
como com os meios para alcançar esse fim.
É um conjunto de princípios, enunciados dados pela
luz da razão e queservem para iluminar o caminho
certo da conduta. A parte irracional do ser humano
deverá ser governada pela razão.

7

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e conflito de interesse:
Nem sempre é fácil agir de uma forma eticamente
aceitável, já que por vezes, fazê-lo implica
sacrificar os nossos próprios interesses. Pelo menos
à primeira vista, existe um conflito entre a ética e ointeresse pessoal: parece que aquilo que a ética
exige que façamos nem sempre está de acordo
com aquilo que seria mais vantajoso para nós
próprios.

8

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e conflito de interesse:
Sendo assim coloca-se uma questão fundamental:
Por que razão nos devemos preocupar e agir de
acordo com o que é correcto do ponto de vista
ético? Não será mais racional agirapenas em
função do interesse pessoal, ignorando a influência
da nossa consciência moral?

9

ÈTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e conflito de interesse:
Não está em causa saber exactamente o que
podemos ou devemos fazer, o que está em causa é
se temos razões para adoptar determinado ponto
de vista, o mesmo é dizer se temos razões para nos
preocuparmos com aquilo que é eticamente certoou errado fazer.

10

ÈTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e tipos de actos:
Actos eticamente errados
Actos eticamente obrigatórios
Actos eticamente opcionais
Qualquer acto que possa ser avaliado eticamente está
numa destas categorias.
Permissividade

11

ÈTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Ética e tipos de actos:
Actos eticamente errados – não é permissível realizá-lo. Nem todosos
actos são errados na mesma medida.
Actos eticamente obrigatórios – é permissível realizá-lo, mas não é
permissível não o realizar. Temos o dever ou obrigação moral de o
realizar. Mas existem obrigações mais fortes do que outras.
Actos eticamente opcionais – é permissível realizá-lo, mas também é
permissível não o realizar. São os actos que tornam possível a liberdade
moral. São actos cujarealização fica ao critério de cada um. Alguns
destes actos podem ser recomendáveis, ainda que seja permissível não os
realizar. Mas a sua realização é moralmente boa ou desejável.

12

ÉTICA E DEONTOLOGIA INTRODUÇÃO
Actos eticamente opcionais
Por outro lado exigem actos que são objectáveis,
ainda que seja permissível realizá-los. Revelam um
mau exercício do que é eticamente...
tracking img