Denominação e forma de constituição

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2446 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Administrar não é sinônimo de liderar. Nem todos os administradores são líderes, e tampouco os líderes são, necessariamente, administradores. Henri Fayol, um dos mais influentes estudiosos da administração, conceituou o administrador como o responsável pelas funções de planejamento, organização, comando, coordenação e controle. Essa é a primeira definição, quando nos referimosà Administração como ciência. O conceito evoluiu como a própria ciência, mas difere-se muito mais pela nomenclatura do que por sua essência.
A partir desse conceito e de sua evolução, nota-se que, para o bom desenvolvimento das atividades da organização, faz-se necessária a figura do líder, o grande catalisador e motivador dos esforços das pessoas que compõem o quadro funcional das empresas.Segundo Chiavenato (1999, p. 555), a liderança é, de certa forma, um tipo de poder pessoal. É pela liderança que pessoas influenciam outras para dedicar esforços para o alcance dos objetivos da organização. Muitos líderes conduzem fazendo uso da autoridade que lhes foi concedida. Esse paralelo entre influência e autoridade é muito discutido nos dias de hoje. É uma reflexão importante. O escritoramericano Kenneth Blanchard, autor do best-seller O Gerente Minuto, tem uma frase emblemática referente à: “A chave da liderança bem-sucedida nos dias de hoje é a influência, não a autoridade”.

A Liderança

Hoje em dia, as pessoas rejeitam o autoritarismo exacerbado, ou seja, o uso exagerado do poder que as pessoas têm em virtude do papel ou posição que ocupam na estrutura daorganização. Se a base de sustentação dos ocupantes dos cargos mais elevados na hierarquia for apenas o uso da autoridade que possuem, as chances de comprometimento das pessoas em prol dos objetivos propostos não serão muitas. Sabemos que não basta apenas envolvimento, deve haver comprometimento de todos, podemos mencionar cinco diferentes tipos de poder que um líder pode possuir:
• coercitivo -baseia-se no medo, na coerção, no temor. O subordinado sabe que se não conseguir atender às expectativas do líder em relação à execução das tarefas, poderá sofrer algum tipo de punição. Esse medo faz com que ele busque executar as ações com eficiência;
• de recompensa – é o poder baseado na expectativa criada pelo subordinado de obtenção de algum incentivo, recompensa ou até mesmo reconhecimentodado pelo líder;
• legitimado – é o poder advindo do cargo ocupado na hierarquia da organização;
• de competência – é o poder que tem como base as habilidades, atitudes e o conhecimento das pessoas;
• de referência – relacionado ao carisma pessoal. Refere-se a uma habilidade especial da pessoa de servir como referência em determinada área de atuação.

Segundo Filion(1986), a liderança traduz-se no indivíduo com autonomia e autoconfiança, pois acredita que pode mudar as coisas, que é capaz de convencer as pessoas de que sua idéia é ótima e de que todos vão beneficiar-se dela. Enfim, o líder deve saber persuadir terceiros e ajudá-los a realizar o seu sonho.

Existem, ainda, dois tipos de liderança:
a) Liderança centrada na tarefa – trata-se de umestilo de liderança preocupado com a execução da tarefa e com os resultados. É típica das empresas ou unidades que costumam concentrar as pessoas em cargos desenhados e padronizados. Preocupada, exclusivamente, com o trabalho e conseguir que as coisas sejam feitas de acordo com os métodos preestabelecidos e com os recursos disponíveis.
Nesse caso, o comportamento do líder orientado para astarefas:
• planeja e define como o trabalho será feito;
• atribui responsabilidades pelas tarefas;
• define claramente os padrões de trabalho;
• busca completar as tarefas;
• monitora os resultados do desempenho.

A curto prazo, pode produzir melhores resultados de eficiência e de produtividade, mas, a longo prazo, produz insatisfação, rotatividade, elevado...
tracking img