Degelo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2630 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANHANGUERA EDUCACIONAL S.A.
UNIDADE PIRACICABA
CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
DISCIPLINA: PAC
PROFESSORA: CRISTIANE M. RODRIGUES DA SILVA





O DEGELO




























PIRACICABA
MAIO DE 2009

O DEGELO
























Trabalho de atividades complementares para a disciplina PACPIRACICABA
MAIO DE 2009


SUMÁRIO



1 INTRODUÇÃO 4
2 REGIÕES MAIS AFETADAS PELO DEGELO POLAR 4
3 PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DO DEGELO POLAR 5
4 SOLUÇÕES 11
5 CONCLUSÃO 12
6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 12








































INTRODUÇÃO



Já começou a catástrofe causada pelo aquecimento global, que se esperavapara daqui a trinta ou quarenta anos. A ciência não sabe como reverter seus efeitos. A saída para a geração que quase destruiu a espaçonave Terra é adaptar-se a furacões, secas, inundações e incêndios florestais.
Vindas das mais variadas fontes, as notícias sobre o futuro da humanidade não são nada boas. Não há mais volta, mesmo que mudemos radicalmente nossa forma de relação com oplaneta a partir de hoje, o prejuízo causado por nossas ações predatórias já atingiu um nível tamanho que o derretimento das geleiras, o degelo polar, que deve afetar diversas regiões do mundo e com consequências catastróficas até o final deste século.



REGIÕES MAIS AFETADAS PELO DEGELO POLAR


O degelo vem ocorrendo em várias partes do mundo. Segundo especialistas, a região emtorno do oceano Ártico é a mais afetada, mas não se limitará à região ártica.
Nos últimos anos, a camada de gelo do oceano Ártico tornou-se 40% mais fina e a sua área diminuiu 14%. Isso porque a temperatura média no Alasca, no noroeste do Canadá e na Sibéria subiu bem mais que a média global, como resultado do aumento da concentração dos gases que provocam o efeito estufa.Em apenas 30 anos, o aumento da temperatura no ártico foi de 2,75 °C. De acordo com a agência espacial norte-americana (NASA), o gelo no ártico vem diminuindo 10% a cada década desde 1980.
No outro extremo da Terra, a Antártica sofreu elevação de temperatura de 2,5 °C desde 1940. Somente no período posterior a 1997, essa região registrou um degelo de 3 mil quilômetros quadrados (emboraexistam geleiras que aumentaram de tamanho, por causa das alterações nas correntes marítimas).
As principais cordilheiras do mundo também estão a perder massa de gelo e neve. De acordo com o Worldwatch Institute, desde 1850 as geleiras dos Alpes recuaram de 30% a 40%. Artigo da revista britânica especializada Science, de outubro de 2002, afirma que a capa de neve que cobre o monteKilimanjaro, na Tanzânia, pode desaparecer nas próximas duas décadas
Entre as regiões mais afetadas também podemos citar a Groenlândia e Antártida, onde estão concentrados 98% da água potável da superfície da Terra, e o possível destino do gelo das duas áreas.
O derretimento total da capa de gelo da Groenlândia iria desencadear um aumento do nível do mar estimado em setemetros.
O derretimento de apenas 20% da Groenlândia e o derretimento de 5% da Antártida resultaria em um aumento do nível do mar que ficaria entre quatro e cinco metros.
Esta é a possibilidade nos próximos séculos se os gases de efeito estufa não forem reduzidos no século 21 e isso pode acontecer mais cedo ainda se o ar e a água do mar, que estão esquentando, continuarem adesestabilizar partes das camadas de gelo.
Baseado na população atual do mundo, a elevação do nível do mar em apenas um metro iria expor 145 milhões de pessoas a enchentes, caso não sejam tomadas medidas de adaptação. A população da Ásia seria a mais atingida.



PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DO DEGELO POLAR


Quatro milhões de pessoas sofrem todos os dias as conseqüências...
tracking img