De lagarta a borboleta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
De lagarta a borboleta; um caminho para a transformação interior
Maria Salette / Wilma Ruggeri
Não é interessante pensarmos que carregamos em nós todo o potencial de transformação de quenecessitamos?

Quantas vezes queremos mudar nossa vida, as pessoas que nos rodeiam, as situações que vivemos, e nos frustramos, porque não reconhecemos que, para alçarmos vôos mais altos, para sermos maisbelos, plenos e realizados, precisamos, antes de mais nada, entrar em nosso casulo, em nosso refúgio interior, para daí, com nossos próprios recursos, tecermos nossa transformação. E então partimos paraa jornada em busca da plenitude.

Neste livro Maria Salette e Wilma Ruggeri proporcionam ao leitor uma viagem interior em busca de autoconhecimento e de crescimento pessoal, utilizando a história datransformação da lagarta em borboleta, transformação que sempre fascinou o ser humano.

Traçando um paralelo com a própria história de vida do leitor, "De lagarta a borboleta" apresenta osmomentos em que cada um tem que se fechar em seu casulo para chegar à transformação de fato. O livro mostra ainda como uma mesma situação pode ser percebida por vários ângulos e, como utilizar asdiversidades para alcançar um vôo livre e pleno em seu dia-a-dia.

De Lagarta à Borboleta
Mais um dia acaba de nascer, sinto meu pequeno corpo, em movimento, quebrar uma casca dura e fina, saio rastejando,pelo mundo a fora, sem saber ao certo para que vim, o que devo fazer e quem sou. Entre uma rastejada e outra, vou encontrando respostas para as minhas perguntas.

Agora, sei quem sou e para o quevim!

As pessoas me disseram que sou uma lagarta que come plantas e acaba com elas, sou uma praga predadora, só vivo para destruir, sou má e queimo qualquer um, que, de mim, tentar se aproximar. Muitosme temem.

Continuei rastejando, mastigando uma folha aqui e outra acolá, a única coisa que conseguia enxergar era o chão, meus olhos e meu corpo colados no chão.

Um dia cansei de olhar só...
tracking img