Dcgsdgds

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. RESUMO

O estudo contido no presente trabalho conduz o leitor à ponderação da importância da investigação geotécnica no âmbito das obras civis, trazendo uma abordagem superficial sobre as diversas técnicas de investigação geotécnica, e em especial, um estudo aprofundado sobre o ensaio SPT (Standard Penetration Test), o mais utilizado no Brasil para fins investigativos geotécnicos.

2.INTRODUÇÃO

A elaboração de projetos geotécnicos em geral e de fundações em particular exige, obviamente, um conhecimento adequado dos solos. É necessário proceder-se à identificação e à classificação das diversas camadas componentes do substrato a ser analisado, assim como à avaliação das suas propriedades de engenharia.
A obtenção de amostras ou a utilização de algum outro processo para aidentificação e classificação dos solos exige a execução de ensaios “in situ”, ficando a investigação laboratorial restrita a alguns poucos casos especiais em solos coesivos.
Entre os ensaios de campo existentes em todo o mundo, alguns se destacam e serão a seguir relacionados:

* “Standard Penetration Test” – SPT;
* “Standard Penetration Test” complementado com medidas de torque – SPT-T;* Ensaio de penetração de cone – CPT;
* Ensaio de penetração do cone estático com medidas de pressões neutras, ou piezocone – CPT-U;
* Ensaio de palheta “Vane – Test”;
* Pressiômetros (de Ménard e auto-perfurantes);
* Dilatômetro de Marchetti;
* Ensaios de carregamento de placa - provas de carga;
* Ensaios geofísicos, em particular de “Cross-Hole”.

Conforme já expostono resumo do presente trabalho, o SPT é, de longe, o ensaio mais executado no Brasil, bem como na maioria dos países do mundo.
Nos últimos anos, porém, a tendência é substituí-lo pelo SPT-T, mais completo e praticamente de mesmo custo.
Dos ensaios geofísicos, o mais importante para a engenharia de fundações é o ensaio de “Cross-Hole”. É através desse ensaio que se obtém o valor do módulo decisalhamento máximo G0, módulo correspondente a níveis de deformação cisalhantes muitíssimo baixos. G0, assim com sua degradação com o aumento das deformações cisalhantes, é considerado hoje o principal parâmetro geotécnico para estudos racionais das características de rigidez dos solos. Esse ensaio será discutido de maneira um pouco mais minuciosa nas laudas textuais deste trabalho.
Quanto aosdemais ensaios, julgou-se conveniente apresentá-los por se considerar que os mesmo têm bom potencial de utilização em futuro próximo. São, porém, ensaios que ainda não dispõem de tradição de utilização no Brasil.
3. INVESTIGAÇÃO GEOTÉCNICA
4.1. ENSAIOS DE CAMPO
4.2.1. ENSAIOS DE CAMPO EXISTENTES QUE SE DESTACAM EM TODO O MUNDO

Neste tópico serão abordados, de maneira objetiva ebreve, todos os testes citados na introdução do trabalho, exceto os ensaios “Standard Penetration Test” – SPT e “Standard Penetration Test” complementado com medidas de torque – SPT-T que serão abordados em um tópico específico e de forma mais completa e ilustrativa.

4.2.2.1. Ensaio de penetração de cone – CPT e Ensaio de penetração do cone estático com medidas de pressões neutras,ou piezocone – CPT-U

Os ensaios de são utilizados para a determinação estratigráfica de perfis de solos, avaliação de propriedades dos materiais investigados e previsão da capacidade de carga de fundações.
No Brasil sua metodologia é normatizada pela NBR 12069/91 - Solo - Ensaio de penetração de cone in situ (CPT). Em nível internacional, tem-se, por exemplo, a ASTM D-5778-07 Standart testmethod for performing eletronic friction cone and piezocone testing of soils e as recomendações da ISSMGE International reference test procedure for cone penetration test.
O ensaio de cone é bastante simples, consistindo na cravação no terreno de uma ponteira cônica (60° de ápice) a uma velocidade constante de 20 mm/s. A seção transversal do cone é de 10 cm2 e a área da luva de atrito lateral é...
tracking img