Danilo gandin

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1749 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GANDIN, Danilo. A Prática do Planejamento Participativo: na educação e em outras instituições, grupos e movimentos dos campos cultural, social, político, religioso e governamental. Petrópolis: Vozes, 1994.

Advertência
1. O livro tem ligação com “Planejamento como prática educativa”, publicado por edições Loyola. Ambos são úteis para qualquer grupo ou instituição que se dedique ao trabalho nocampo político, social ou cultural. Por outro lado, a vivência do autor no setor educacional fez com que, agora, apresente os direcionamentos mais a este campo.
2. Foi pensado em completar o “Planejamento como prática educacional” em vez de lançar um novo texto.
3. Serão notadas na leitura do livro algumas retomadas de idéias já apresentadas. Isso ocorreu porque houve o desejo de acentuar algunspontos definitivos.

PARTE I – FUNDAMENTOS
Por que o planejamento educacional

Falo da transformação que envolve o crescimento da consciência crítica. Como isso pode ser feito? Através de um processo de planejamento no qual o mais importante seja a tensão, a dialética entre a realidade existente e a realidade desejada.

Crise e Respostas: Planejamento Estratégico, Qualidade Total ePlanejamento Participativo.

A crise está em que nem todos aceitam a mesma hierarquia de valores e não há uma escala de valores estabelecidas de alguma maneira que seja inquestionável.
Organiza-se uma nova globalidade: coloca-se outro centro para o desenvolvimento humano, o próprio homem.
O planejamento é uma discussão sobre metodologias e sobre instrumentos: estuda e indicaprocessos para se chegar a resultados.

O Planejamento e suas questões básicas

A inteligência da prática de um grupo ou instituição vem de duas dimensões:
A. os conteúdos que o grupo ou instituição é capaz de conceber ou operacionalizar, isto é, o conjunto de valores, de conhecimentos que constituem, para o conjunto de pessoas envolvidas.
B. organização e dinâmica de relações desses conteúdossustentado por metodologias, procedimentos e técnicas de busca da coerência entre discurso e prática.
No que diz respeito à 2º dimensão, a tarefa básica é organizar em esquema de plano:
I. 1. Marco Situacional
2. Marco Doutrinal
3. Marco Operativo
II Diagnóstico, Necessidades
III Programação

Planejamento e Administração: a busca dos meios no rumo dos fins.Para simplificar, buscando sempre o teórico que tenha conseqüências práticas em nossa cultura de hoje, restrinjo-me a dois níveis de planejamento: o operacional e o político. O primeiro dá ênfase a técnicas, instrumentos, limita-se ao curto prazo; o segundo é mais abrangente, dá ênfase a criatividade e realiza-se no longo prazo.
Estes níveis são interdependentes. Ater-se a um nível é um erroterrível que se comete e é a parte responsável pelas falhas da prática do planejamento.

Planejamento e realidade

O planejamento consiste exatamente no processo de explicar a realidade desejada e de construir (transformar) a realidade existente tendo como rumo aquela realidade desejada. O planejamento é a inteligência que dá eficácia a esse processo.

A ação do médico esclarece o planejamentoUma proposta de ação é uma hipótese de trabalho, como no processo científico tanto mais solução quanto melhor tiver sido detectada a necessidade, ou seja, quanto mais claras e precisas forem a opção e a teoria e quanto melhor for o julgamento sobre a prática.

O escoteiro inteligente

Rubem Alves propõe o modo de agir de um escoteiro perdido na floresta, para facilitar a compreensão doprocedimento científico. O escoteiro organiza sua mente e sua ação em 4 etapas que também são as de um processo de planejamento:
1. Compreender a SITUAÇÃO: trata-se de ver o todo.
2. Estabelecer o RUMO.
3. Verificar a DINTÂNCIA entre o desejado e o que temos no momento.
4. Definir o CAMINHO (para um tempo)






Planejamento participativo: resumo geral

Planejar é construir a...
tracking img