Daniel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3471 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO O uso dos colectores (painéis) solares tem vindo a crescer nos últimos anos, devido ao aumento da preocupação geral pelos efeitos destrutivos da utilização das formas convencionais de energia sobre o meio ambiente. Hoje em dia, sabe-se que os actuais consumos energéticos são responsáveis, em grande parte, pela contaminação do ar e da água, alterando o clima do nosso planeta. Uma formade tentar ajudar a resolver o problema é recorrer, cada vez mais, à utilização de energias limpas e ilimitadas, neste caso o Sol, entre os abastecimentos de energia que precisamos para as nossas necessidades. Algumas das razões (motivações) para investir em sistemas solares térmicos: Consciência sobre o meio ambiente (ou ecológico); Conservação dos recursos naturais finitos (petróleo, carvão,etc.); Conforto (no sentido da comodidade física); Independência energética; Redução da vulnerabilidade energética ao fornecimento de combustíveis; Protecção contra eventuais aumentos do preço do combustível; Menores facturas energéticas ; Incremento do valor de revenda das habitações. PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO Os colectores solares, como o próprio nome indica, usam a luz solar (directa oudifusa) para armazenar energia calorífera para depois ser utilizada, em geral para o aquecimento de águas. Estes sistemas são compostos por um ou mais colectores solares que estão ligados a um circuito que transporta a energia até ao local de uso. Este calor é transferido por um fluído térmico, como a água ou o ar. Estes dispositivos são geralmente designados por sistemas solares activos, os quaisincluem componentes fabricados para o efeito que podem incorporar bombas e impulsionadores. São distintos dos sistemas de arquitectura solar passiva, que utiliza elementos construtivos, como paredes de alvenaria, janelas devidamente orientadas, etc., para receber e armazenar a energia solar. A quantidade de calor útil que um sistema solar térmico pode absorver, depende da radiação solar (irradiação)que incide sobre o mesmo e da proporção da quantidade de calor absorvida que pode ser utilizada. A irradiação depende da superfície, ou seja, da área útil do colector, de modo que as comparações entre sistemas são feitas com base nos m2 da dita área. É necessário ter em conta que a proporção de irradiação recebida depende da eficiência do colector. A orientação dos painéis em relação ao Sol e anebulosidade do local são factores que fazem variar a insolação. Em geral, consegue-se tirar o máximo de rendimento quando se orienta o colector a Sul com uma inclinação num ângulo aproximadamente igual à latitude do lugar Portugal (42º Norte a 36º Sul) ou se no hemisfério Sul virados a Norte. Para a produção de água quente sanitária, uma inclinação dos painéis mais baixa (próxima da horizontal)pode produzir maior rendimento, já que existe mais radiação solar disponível no Verão que no Inverno, devido ao Sol estar mais alto no céu. Por seu lado, para sistemas de aquecimento,
Contactos: rauldacunha@sapo.pt 919297985 ruimnm@sapo.pt 935688910 www.rr.home.sapo.pt

1

poderá ser melhor utilizar-se uma inclinação maior (mais próxima da vertical) dado o Sol estar mais baixo durante o Inverno.Não obstante um colector orientado em qualquer parte entre o Sudeste e o Noroeste e inclinado cerca de 30º do ângulo óptimo receberá quase o mesmo calor que outro com a orientação e inclinação óptimas. Tal permite dispor de uma grande flexibilidade na altura das instalação dos painéis solares. Não esquecer que para aplicações de água quente sanitária (AQS) e aquecimento central de vivendas episcinas pode ser pouco económico dimensionar o sistema solar para cobrir todas as necessidades de calor ao longo do ano. Os equipamentos solares não costumam garantir a totalidade do consumo energético, e como consequência é preferível optar por um equipamento solar mais pequeno para fornecer uma parte das necessidades, sendo o restante fornecido por uma fonte de apoio, por exemplo uma caldeira...
tracking img