Danaher

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1695 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Caso Danaher

[pic]

A Dahaner, empresa que adotou este nome em 1.984, mas que teve sua origem nos anos 60 tornou-se uma das primeiras empresas norte americanas a utilizar os princípios do kaizen, a palavra japonesa para melhoria contínua (não somente da empresa como do homem que nela trabalha).

A empresa atua em diferentes segmentos de negócio (atualmente cinco), sendo “TecnologiaIndustrial” o setor responsável por desenhar e produzir componentes e sistemas que são incorporados por outros fabricantes dentro de uma gama diversa de aplicações e mercados. E é dentro deste segmento “Tecnologia Industrial”, mais especificamente na divisão de Sensores e Controle que o caso acontece.

Tom Mathis, então diretor de gerenciamento da cadeia de suprimentos tinha como responsabilidademanter enxuta sua divisão e para tal deveria ter um reduzido desperdício e processos aperfeiçoados, para reduzir o capital de giro e atender aos pedidos com rapidez.

Para atingir este resultado, a Danaher utiliza um método japonês kanban para gerenciar sua cadeia de suprimentos. Tal método usa a necessidade real (e não a projetada) observada no chão de fábrica para produzir seus lotes e conta comcartões de aviso para sinalizar a necessidade de mais peças, por exemplo e funciona bem quando se opera apenas uma fábrica..

Contudo, o sistema que ajudava a manter a empresa enxuta também trazia alguns problemas para a mesma por ser manual. Um dos maiores motivos para tais problemas era a perda de cartões (cerca de 1%). Isso gerava a falta de reposição deste estoque e conseqüentemente afeta aprodução de maneira negativa.

Mathis precisava tornar sua divisão ainda mais enxuta e tinha como meta a redução de custos através de um aumento de compras de fornecedores estrangeiros, o que seria um desafio para seus compradores, que gastavam bastante tempo buscando erros de transação causados por cartões perdidos no sistema manual. Foi então que ele enxergou a possibilidade de tornar o processode kanban eletrônico e é esta implantação que vamos analisar nas questões abaixo:

Questões para discussão

1. Qual problema Tom Mathis e os Sensores e Controles Danaher precisavam solucionar nesse caso?

Ele precisava tornar sua divisão mais enxuta, baixando custos e comprando mais suprimentos de fornecedores estrangeiros e para tal, o processo de compras deveria tornar-se mais eficiente.Ele sabia que funcionários chave de compras desviavam sua atenção para solucionar as falhas do processo manual de kanban. Além de impactar negativamente em compras, as falhas do processo manual também prejudicavam a produção, e era necessário compensar as transações perdidas tanto com os fornecedores como nos pontos de consumo.

2. Quais seriam as possíveis formas de resolver o problema?

Umadas possibilidades seria implementar sistemas ERP e/ou MRP na fábrica, sistemas estes que permitem automatizar e integrar a maioria dos processos de negócio de uma empresa. Outra forma de solucionar o problema seria automatizar apenas o processo de kanban, que foi a solução implementada no caso estudado, através do e-kanban, de uma empresa especializada no gerenciamento da cadeia de suprimentos.3. O que a Danaher teve de mudar para tirar proveito do software da SupplyWorks? Em que níveis organizacionais mudanças foram necessárias? Quais os principais obstáculos que foram transpostos?

Para tirar proveito, a Danaher teve que integrar o do banco de dados de estoque de fábrica, produzido pela Mapics, ao sistema da SupplyWorks.
As mudanças organizacionais eram necessárias no níveloperacional, uma vez que os colaboradores deviam colaborar com um novo processo e para tal precisariam de treinamentos mais adequados. Como esperado, houve resistência neste nível mas também foi preciso convencer seus colegas de fábrica que acreditavam estar ocupados demais para fazer uma mudança tão significativa.
Foi necessário adaptar-se a um novo sistema padrão, “não customizado” já que em...
tracking img