Daltonismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1221 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
São Paulo, 2011



Índice



























































1. Introdução





























































2. Daltonismo





A retina humana dispõe de dois tipos de células fotossensíveis: osbastonetes e os cones.

Os bastonetes são responsáveis por nossa visão no escuro, em preto e branco, são muito mais sensíveis à luz que os cones e estão dispostos em maior número.

Os cones, no entanto, são os responsáveis pela nossa visão colorida. Existem três tipos de cones: os mais sensíveis a luz vermelha, a luz verde e a luz azul. Quando um cone recebe um estimulo proveniente da corque o excita ele envia uma mensagem para o cérebro que é responsável pela visualização dessa cor.






































A deficiência de certos tipos de cones na retina, como dos cones oculares, acarreta a falta de percepção de algumas cores, ou, às vezes, de todas. Esse distúrbio da percepção visual é chamado Daltonismo.

Adoença foi descoberta pelo matemático, físico e químico John Dalton que descreveu a anomalia com a qual sofria.





3. Desenvolvimento da doença


O Daltonismo pode ocorrer de duas maneiras, sendo assim classificadas como congênito ou adquirido.

O primeiro tipo acontece quando o paciente nasce com a disfunção na retina, está relacionado à hereditariedade e ligado ao gene do cromossomoX. Este é mais frequente em homens (XY), pois para que a doença se manifeste apenas o gene X precisa ser portador da doença. No caso das mulheres (XX) a doença precisa se manifestar nos dois genes. 

O segundo, adquirido, surge a partir de causas secundárias, como lesões no nervo ótico, na retina ou no córtex cerebral - região do cérebro responsável pelo reconhecimento de imagens. Essecaso de daltonismo pode se desenvolver em igual frequência em homens e mulheres, sendo que os pacientes têm dificuldades de enxergar as variantes da cor azul e também apresentam diminuição da qualidade da visão. 




1. Tipos de Daltonismo

A doença apresenta quatro tipos de manifestações diferentes.

A Deuteranopia ocorre com maior freqüência e é causada pela ausência oudeficiência dos cones com sensibilidade às ondas intermédias, amarelas e verdes, traduzindo-se na incapacidade de distinguir o vermelho do verde. O magenta e o ciano também são difíceis de distinguir.











A Protanopia é um distúrbio mais raro, caracteriza-se pela falta de percepção às ondas longas, vermelho, acarretando também a incapacidade de diferenciar o vermelho do verde. Overde-água e o magenta são distinguíveis, porém possuem uma alteração de luminosidade. O amarelo e o verde também são pouco distinguíveis e também apresentam uma alteração causada pela luminosidade.
[pic]

A Tritanopia ocorre raramente e é motivada por problemas de percepção das ondas curtas, azul e violeta, o que causa a impossibilidade de se diferenciar o azul do verde.  O verde-água e overde parecem ser a mesma cor alterada apenas no que respeita à luminosidade.




















A Acromatopsia incide com extrema raridade. Neste caso o indivíduo não consegue distinguir as cores devido à inexistência de cones na retina, os bastonetes por serem mais sensíveis a luminosidade tornam possível a visualização do preto e branco4. A Convivência com o problema.

As pessoas daltônicas enfrentam dificuldades em realizar tarefas simples como combinar as cores ao se vestir, identificar as cores de um lápis de cor ou de uma tinta, ou até mesmo em interpretar mapas de rede de transportes, sinais de trânsito e escolher qualquer tipo de produto ou serviço onde a cor seja fator determinante. Talvez um dos maiores...
tracking img