Dada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1671 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
E. E. P. SENAI NEY DAMASCENO FERREIRA

DIEGO ALVES
JACKSON CASTRO
VINÍCIUS ALMEIDA

RELATÓRIO METODOLOGIA DE ENSAIO




GRAVATAÍ

FEVEREIRO DE 2013
DIEGO ALVES
JACKSON CASTRO
VINÍCIUS ALMEIDA






RELATÓRIO METODOLOGIA DE ENSAIO














Prof°: fabianoTURMA: 1122ª-12\2

Gravataí
Fevereiro de 2013
INTRODUÇÃO
Neste trabalho falaremos sobre metodologia de ensaio. As temperas são aplicadas aos corpos de prova para obter determinadas características, como, por exemplo, maior dureza, resistência à ácidos, nos corpos de prova. etc.

Diagrama TTT
O gráfico representativo do diagrama TTT é também conhecido como diagramade transformação isotérmico. Esta denominação deve-se ao tipo de resfriamento que o mesmo representa:
* a partir da temperatura eutetoide, resfria-se rapidamente o material até uma determinada temperatura e mantem-se esta constante até que ocorra a transformação da austenita (como visto nos diagramas de equilíbrio, a austenita é instável abaixo da temperatura eutetoide). Assim a transformaçãoda austenita ocorre isotermicamente.
A figura abaixo mostra que a evolução da transformação pode ser representada por uma família de curvas, que indicam o percentual de transformação ao longo do tempo.

A seguir mostram-se as transformações difusionais e as transformações sem difusão, muito importantes para os aços, já que inferem diretamente sobre a microestrutura resultante.

Corpos deProva para o Ensaio de Tração
Os corpos de prova para o ensaio de tração devem seguir um padrão de forma e dimensões para que os resultados dos testes possam ser significativos. No Brasil é seguida a norma MB-4 da ABNT que define formatos e dimensões para cada tipo de teste.
A seção transversal do corpo de prova pode ser circular ou retangular dependendo da forma e dimensões do produto de onde forextraído.
* Se ele for proveniente de uma chapa, placa ou perfil, em geral terá seção transversal retangular.
* Se for proveniente de um corpo de seção circular ou irregular, ou ainda de dimensões muito grandes, ele terá seção circular.
* No caso de peças produzidas por fundição, o corpo de prova é obtido fundindo-se um tarugo contíguo à peça, que é posteriormente usinado.
* Emprodutos conformados mecanicamente as propriedades mecânicas variam conforme a direção (anisotropia). A escolha da direção do eixo do corpo de prova deverá cuidadosamente determinada.
Partes de um corpo de Prova

Parte útil: é a porção efetivamente utilizada para medição do alongamento.
Cabeça: são as extremidades, cuja função é permitir a fixação do corpo de prova na máquina de ensaio.
Aanálise das propriedades mecânicas de um metal depende da precisão com que os corpos de prova são usinados . Como os corpos de prova são de geometria circular ou plana, uma usinagem adequada é essencial para um programa de testes de qualidade. Dimensões a acabamento superficial devem estar de acordo com a norma brasileira.

O acesso por meio digital ABNT Digital - (Pesquisa/Compra) tem as informaçõespara aquisição das normas
Algumas normas pertinentes são listadas abaixo:
* Materiais metálicos - Ensaio de tração a temperatura elevada
NM-ISO783 1996
* Materiais metálicos - Ensaio de tração à temperatura ambiente
NBRISO6892 11/2002
* Materiais metálicos - Calibração de máquinas de ensaio estático uniaxial - Parte 1: Máquinas de ensaio de tração/compressão - Calibração do sistemade medição da força
NBRNM-ISO7500-1 03/2004
* Materiais metálicos - Calibração de extensômetros usados em ensaios uniaxiais
NBR14480 03/2000
* Materiais metálicos - Calibração de instrumentos de medição de força utilizados na calibração de máquinas de ensaios uniaxiais NBR6674 MB1488 07/1999
* Produtos planos de aço - Determinação das propriedades mecânicas à tração
NBR6673 MB856...
tracking img