Resumo
O livro Educação Física: Raízes Europeias e Brasil (2001, 2. ed. revista) capítulo 1.1.2: Da Saúde do “Corpo Biológico” À Saúde do “Corpo Social”: O Pensamento Médico Higienista e a Definição dos Hábitos da Família Moderna relata o contexto histórico em que se inicia o processo de constituição da educação física na nova sociedade capitalista que está sendo implantada na Europa do século XIX. É a partir dessa época que o corpo passa a ser considerado uma das principais forças produtivas de trabalho sendo um instrumento útil ao capital.

A autora do livro mostra-nos neste capítulo possibilidades de compreender o percurso que a educação física teve ao longo destes séculos e como, nesta trajetória, pôde constituir-se como uma solução, com tratamento dos corpos individual e social, necessária para o crescimento da indústria capitalista, ou seja, nos oferece não só à compreensão das questões relacionadas à educação física, mas também, das questões sociais que exigem, o nossoolhar crítico; auxiliando-nos na construção de um novo modo de pensar.

A autora nos leva a perceber que a busca incessante pelo capital através da industrialização no século XIX foi a culpada pelos graves problemas de saúde, mostrando realmente a miséria em que o proletariado vivia, abandonado nas fábricas e minas sofrendo com periódicas epidemias e grandes números de mortes, como isso implicava diretamente na falta de soldados para o exercito e na diminuição da produção nas indústrias, ou seja, quando os problemas não afetavam somente os trabalhadores mais também as classes dominantes os “corpos saudáveis” passam a ser uma exigência dentro da sociedade.

Considerando que a educação física nessa época referia-se aos cuidados corporais, higiênicos que eram vistos pelos médicos como necessários á prevenção das doenças e á manutenção da saúde, a autora consegue nos passar e muito bem, que toda essa preocupação não era em específico com o corpo mais sim com as consequências que [continua]

Ler trabalho completo

Citar Este Trabalho

APA

(2013, 03). Da saúde do “corpo biológico” à saúde do “corpo social”: o pensamento médico higienista e a definição dos hábitos da família moderna. TrabalhosFeitos.com. Retirado 03, 2013, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Da-Sa%C3%BAde-Do-Corpo-Biol%C3%B3gico-%C3%A0/625622.html

MLA

"Da saúde do “corpo biológico” à saúde do “corpo social”: o pensamento médico higienista e a definição dos hábitos da família moderna" TrabalhosFeitos.com. 03 2013. 2013. 03 2013 <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Da-Sa%C3%BAde-Do-Corpo-Biol%C3%B3gico-%C3%A0/625622.html>.

MLA 7

"Da saúde do “corpo biológico” à saúde do “corpo social”: o pensamento médico higienista e a definição dos hábitos da família moderna." TrabalhosFeitos.com. TrabalhosFeitos.com, 03 2013. Web. 03 2013. <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Da-Sa%C3%BAde-Do-Corpo-Biol%C3%B3gico-%C3%A0/625622.html>.

CHICAGO

"Da saúde do “corpo biológico” à saúde do “corpo social”: o pensamento médico higienista e a definição dos hábitos da família moderna." TrabalhosFeitos.com. 03, 2013. Acessado 03, 2013. http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Da-Sa%C3%BAde-Do-Corpo-Biol%C3%B3gico-%C3%A0/625622.html.