Custos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1886 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS – UNIMONTES
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS – CCSA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS
CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS
DISCIPLINA: CUSTOS ECONÔMICOS











LUCRO REAL




DOCENTE: ALUÍSIO ROCHA
EQUIPE: PAULO, JÉSSICA. BERNARD, ALISSON, TIAGO








MONTES CLAROS, MARÇO DE 2012.
LUCRO REAL


∙ Conceito

Lucroreal é a base de cálculo do imposto sobre a renda apurada segundo registros contábeis e fiscais efetuados sistematicamente de acordo com as leis comerciais fiscais. A apuração do lucro real, mediante adições e exclusões ao lucro líquido do período de apuração dos impostos (pode ser trimestral ou anual) e compensações de prejuízos fiscais autorizadas pela legislação do imposto de renda, de acordocom as determinações contidas na instrução normativa SRF Nº 28 de 1978 e demais atos legais e infralegais posteriores.
Ou seja, lucro real é o lucro líquido do período de apuração ajustado pelas adições, exclusões ou compensações prescritas ou autorizadas pelo regulamento. A determinação do lucro real será precedida da apuração do lucro líquido de cada período de apuração com observância dasdisposições das leis comerciais.

∙ Tipos de pessoas jurídicas obrigadas ao lucro real:

a) Empresas cuja receita bruta total no ano calendário anterior, tenha sido maior que R$ 48.000.000,00 (Quarenta e oito milhões de reais) ou a R$ 4.000.000,00 (Quatro milhões de reais) multiplicado pelo número de meses quando for inferior a doze meses.


b) Cujas atividades sejam de bancoscomerciais, bancos de investimentos, bancos de desenvolvimento, caixas econômicas, sociedades de crédito, financiamento e investimento, sociedades de crédito imobiliário, sociedades corretoras de títulos, valores imobiliários e câmbio, distribuidoras de títulos e valores mobiliários, empresas de arrendamento mercantil, cooperativas de crédito, empresas de seguros privados e de capitalização, eentidades de previdência privada aberta.

c) Empresas que tiverem lucros, rendimentos ou ganhos de capitais oriundos do exterior.

d) Empresas que, autorizadas pela legislação tributária, usufruam de benefícios fiscais relativos à isenção ou redução do imposto.

e) Empresas que, no decorrer do ano-calendário, tenham efetuado pagamento mensal do imposto de renda, determinado pelabase de cálculo estimada, na forma do artigo 2º da lei nº 9.430, de 1996.

f) Empresas que explorem as atividades de prestação cumulativa e contínua de serviços de assessoria creditícia, mercadológica, gestão de crédito, seleção de riscos, administração de contas a pagar e a receber, compras de direitos creditórios resultantes de vendas mercantis à prazo ou de prestação de serviços(Factoring).

As pessoas jurídicas, mesmo se não obrigadas a tal, poderão apurar seus resultados tributáveis com base no lucro real. Por exemplo, uma empresa que esteja com pequeno lucro ou prejuízo, não estando obrigada ao lucro real, poderá fazê-lo, visando a economia tributária.


∙ Tributação


A tributação pelo lucro real acontece da seguinte forma:

|IRPJ|CSLL |PIS |COFINS |
|15% |9% |1,65% |7,60% |

Sendo que, o imposto de renda e a contribuição social incidem sobre o lucro, antes da incidência dos outros impostos, e o PIS e COFINS incidem sobre ofaturamento.

∙ No caso de lucro real anual:

Para o lucro real anual, o pagamento do IRPJ e CSLL devem ser realizados mensalmente. Nesta opção, há, ainda, a possibilidade de levantar balanços ou balancetes mensais, reduzindo ou suspendendo-se o recolhimento do IRPJ e da CSLL, caso demonstre-se que o lucro real efetivo é menor do que aquele estimado ou que a empresa está operando com...
tracking img