Custo direito e indireito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3842 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cadernos de História Memorial do RS Voltaire Schilling

África Negra
(colonização, escravidão e independência)

1

Introdução
O continente africano limita-se ao Norte pelo Mar Mediterrâneo, ao Oeste, pelo Oceano Atlântico e ao Leste, pelo Oceano Índico. De um modo simplificado, podemos dividi-lo em duas zonas absolutamente distintas: o centro-norte é dominado pelo imenso deserto do Saara(8.600.000 de km2), e o centro-sul, depois de se percorrer as savanas, é ocupado em grande parte pela floresta tropical africana. Esta divisão geográfica também se refletiu em uma separação racial: no Norte do continente habitam os árabes, os egípcios, os berberes e os tuaregues (sendo que esses dois últimos são os que praticam o comércio transaarino); no centro-sul, ao contrário, habitam mais de800 etnias negras africanas. Divisão essa que também se verifica no mapa religioso do continente, fazendo com que no Norte predomine a fé islâmica, enquanto que no Sul praticam-se as mais diversas formas de fetichismo. Atribui-se o atraso da África meridional ao isolamento geográfico da população negra através dos séculos. O Deserto do Saara a afastou do Mediterrâneo, cujas margens e ilhasformavam um grande centro cultural da Antigüidade). Longe dos demais continentes pela dimensão colossal dos dois oceanos, o Atlântico e o Índico, apartados do resto do mundo, os africanos, quase sempre envolvidos em guerras tribais sem fim, viram-se vítimas de expedições forâneas que lhes devoravam os filhos ao longo da história. Mesmo antes da chegada dos traficantes de escravos europeus, os árabes,por meio de incursões armadas, já praticavam o comércio negreiro, transportando escravos para a Arábia e para os mercados do Mediterrâneo oriental, para satisfazer as exigências dos sultões e dos xeques. As guerras tribais africanas, por sua vez, favoreciam esse tipo de comércio, visto que a tribo derrotada era vendida aos mercadores.

O Tráfico de Escravos
Durante os primeiros quatro séculos –do século 15 à metade do 19 - de contato dos navegantes europeus com o Continente Negro, a África foi vista apenas como uma grande reserva de mão-de-obra escrava, a “madeira de ébano” a ser extraída e exportada pelos comerciantes. Traficantes de quase todas as nacionalidades montaram feitorias nas costas da África. As simples incursões piratas que visavam, inicialmente, atacar de surpresa dolitoral e apresar o maior número possível de gente, foi dando lugar a um processo mais elaborado. Os mercadores europeus, com o crescimento da procura por mão-de-obra escrava, motivada pela instalação de colônias agrícolas na América, associaram-se, militarmente e financeiramente, aos sobas e régulos africanos, que viviam nas costas marítimas, dando-lhes armas, pólvora e cavalos para que afirmassem suaautoridade na extensão maior possível. Os prisioneiros que eles conseguiam capturar eram trazidos do interior do continente e, agrilhoados, ficavam encarcerados em “barracões”, em armazéns costeiros construídos nas Feitorias de Escravos, onde

2

aguardavam a chegada dos navios tumbeiros ou negreiros que os levariam como carga humana, pelas rotas transatlânticas. Os principais pontos deabastecimento de escravos, pelos menos entre os séculos 17 e 18, eram o Senegal, Gâmbia, a Costa do Ouro e a Costa dos Escravos. O delta do Níger, o Congo e Angola foram grandes exportadores nos séculos 18 e 19. Quantos escravos foram, afinal, transportados pelo Atlântico? Há muita divergência entre os historiadores. Alguns chegaram a projetar 50 milhões, mas R. Curtin (in The Atlantic slave trade: Acensus, 1969) estima entre 9 a 10 milhões, a metade deles da África Ocidental, sendo que o apogeu do tráfico ocorreu entre 1750 a 1820, quando os traficantes carregaram, em média, uns 60 mil por ano. O tráfico foi o principal responsável pelo vazio demográfico que acometeu a África no século 19.

O

3

Comércio Triangular
Desta forma inseriram a África Negra no comércio triangular,...
tracking img