Curriculo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6270 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A reflexão sobre o currículo está instalada como tema central nos
projetos político-pedagógicos das escolas e nas propostas dos sistemas de
ensino, assim como nas pesquisas, na teoria pedagógica e na formação inicial
e permanente dos docentes. Neste período de ampliação da duração do ensino
fundamental, em que são discutidas questões de tempo-espaço, avaliação,metodologias, conteúdo, gestão, formação, não seria oportuno repensar os
currículos na Educação Básica? Que indagações motivam esse repensar?
As Secretarias de Educação Municipais, Estaduais e do DF, o MEC,
por meio da Secretaria de Educação Básica e do Departamento de Políticas
de Educação Infantil e Ensino Fundamental, assim como os Conselhos de
Educação, vêm se mostrando sensíveis aos projetosde reorientação curricular,
às diretrizes e às indagações que os inspiram.
Os textos que compõem o documento Indagações sobre Currículo se
propõem a trabalhar concepções educacionais e a responder às questões postas
pelos coletivos das escolas e das Redes, a refletir sobre elas, a buscar seus significados
na perspectiva da reorientação do currículo e das práticas educativas.
Asindagações sobre o currículo presentes nas escolas e na teoria
pedagógica mostram um primeiro significado: a consciência de que os
currículos não são conteúdos prontos a serem passados aos alunos. São
uma construção e seleção de conhecimentos e práticas produzidas em
contextos concretos e em dinâmicas sociais, políticas e culturais, intelectuais
e pedagógicas. Conhecimentos e práticasexpostos às novas dinâmicas e
reinterpretados em cada contexto histórico. As indagações revelam que há
entendimento de que os currículos são orientados pela dinâmica da sociedade.
Cabe a nós, como profissionais da Educação, encontrar respostas.
A construção desses textos parte dessa visão dinâmica do
conhecimento e das práticas educativas, de sua condição contextualizada.
Daí que,quando os sistemas de ensino, as escolas e seus profissionais se
indagam sobre o currículo e se propõem a reorientá-lo, a primeira tarefa será
perguntar-nos que aspectos da dinâmica social, política e cultural trazem
ações mais prementes para o conhecimento, para o currículo e para as
práticas educativas.
Esta foi a primeira preocupação da equipe do Departamento de
Políticas deEducação Infantil e Ensino Fundamental e do autor do texto.
Esta poderá ser a preocupação do coletivo profissional das escolas e Redes:
detectar aqueles pólos, eixos ou campos mais dinâmicos de onde vêm as
indagações sobre o currículo e sobre as práticas pedagógicas. Cada um dos
textos se aproxima de um eixo de indagações: desenvolvimento humano,
educandos e educadores: seus direitos e o currículo,conhecimento e cultura,
diversidade e avaliação.

CURRÍCULO E
DESENVOLVIMENTO HUMANO
Seres humanos vão à escola com vários objetivos. Mas a existência da escola
cumpre um objetivo antropológico muito importante: garantir a continuidade
da espécie, socializando para as novas gerações as aquisições e invenções
resultantes do desenvolvimento cultural da humanidade.
Em um dadomomento da evolução cultural da humanidade, marcado
pela invenção de sistemas simbólicos registrados, foi necessário introduzir
novas formas de atividade humana para garantir a transmissão das novas
formas de saberes que estavam sendo criadas. Percebeu-se a necessidade de
criar um espaço e um tempo separado da vida cotidiana para que as gerações se encontrassem com este objetivoConsiderando que o desenvolvimento humano é resultante, como
veremos mais adiante, da dialética entre biologia e cultura, mudanças
na cultura levarão certamente a novas formas de pensamento e de
comportamento.
A relação da criança com o adulto na escola é uma relação específica porque o professor não é, simplesmente, mais um adulto com quem a criança
interage – ele é um adulto com a tarefa...
tracking img