Culturas religiosas: um olhar antropológico sobre as religiões

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1062 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIAS
DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E TEOLOGIA
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU
EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO

CULTURAS RELIGIOSAS: UM OLHAR ANTROPOLÓGICO SOBRE AS RELIGIÕES

MARCO ANTONIO CARVALHAES PEREIRA

Síntese Crítica apresentada para obtenção de nota parcial na disciplina de Antropologia da religião no Mestrado em Ciências da Religião do Departamento deFilosofia e Teologia da Universidade Católica de Goiás, em 2010/8.
Professora: Irene Dias de Oliveira

Goiânia

2010

Conforme Laraia (2007, p. 25) utilizando-se da definição de Tylor que abrange cultura como sendo todas as possibilidades de realização humana, além de marcar fortemente o caráter de aprendizado da cultura em oposição a idéia de aquisição inata, transmitida por mecanismosbiológicos, podemos dizer que o ser humano difere dos outros animais por ser o único que possui cultura.
Segundo Laraia (2007) a cultura se desenvolveu a partir da possibilidade da comunicação oral e a capacidade de fabricação de instrumentos, capazes de tornar mais eficiente o seu aparato biológico. Isto significa afirmar que tudo o que o homem faz, aprendeu com os seus semelhantes e não decorre deimposições originadas fora da cultura. A comunicação oral torna-se então um processo vital da cultural: a linguagem é um produto da cultura, mas ao mesmo tempo não existiria cultura se o homem não tivesse a possibilidade de desenvolver um sistema articulado de comunicação oral. A cultura desenvolveu-se simultaneamente com o próprio equipamento biológico humano e é, por isso mesmo, compreendida comouma das características da espécie, ao lado do bipedismo e de um adequado volume cerebral. Uma vez parte da estrutura humana, a cultura define a vida, e o faz não através das pressões de ordem material, mas de acordo com um sistema simbólico definido, que nunca é o único possível.
Mas não existe correlação significativa entre a distribuição de caracteres genéticos e a distribuição das diferençasculturais. As diferenças culturais se explicam pela história cultural de cada grupo; a aptidão mental dos seres humanos é quase a mesma em todos os grupos étnicos. O dimorfismo sexual não interfere no comportamento existente entre homem e mulher, e sim pelas diferentes histórias corporais de cada grupo.
O comportamento dos indivíduos depende de um aprendizado, processo que se chama deendoculturação; ou seja, os meninos e as meninas não agem diferentemente em função de seus hormônios, mas em função de uma educação diferenciada.
Da mesma forma a geografia não interfere na cultura e sim a cultura age seletivamente sobre o ambiente explorando determinadas possibilidades e limites ao desenvolvimento, para o qual as forças decisivas estão na própria cultura e na história da cultura.
Acultura, portanto, constitui a utilidade, serve de lente através da qual o homem vê o mundo e interfere na satisfação das necessidades fisiológicas básicas.
O modo de ver o mundo, as apreciações de ordem moral valorativa, os diferentes comportamentos sociais e mesmo as posturas corporais são assim produtos de uma herança cultural.
O fato que o homem vê o mundo através de sua cultura tem comoconseqüência a propensão em considerar o seu modo de vida como mais correto e mais natural, tal tendência é denominada de etnocentrismo. O ponto de referência não é a humanidade, mas o grupo cultural.
O comportamento etnocêntrico resulta em apreciações negativas dos padrões culturais de povos diferentes. Práticas de outros sistemas culturais são catalogadas como absurdas deprimentes e imorais. A reaçãocontrária ao etnocentrismo é a apatia que em lugar de superestimar os valores de sua própria sociedade, numa dada situação de crise dos membros de uma cultura abandonam a crença nestes valores e, conseqüentemente, perdem a motivação que os mantém unidos e vivos.
Então se pode dizer que os indivíduos participam diferentemente de sua cultura, que a cultura tem lógica própria.
O homem tem a...
tracking img