Cultura religiosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1137 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Antecedentes da reforma religiosa no século XVI
Antecedentes da Reforma
“As origens da Reforma em um sentido bastante amplo devem ser procuradas no processo emancipatório do final da Idade Média, que levou à Idade Moderna. [...] a reforma deve ser vista como um período entre a Idade Media e a Idade Moderna”. (14)
“Após o cisma (1378-1417; 1449) e depois do Concílio de Basiléia, os papas tiveraque buscar reconhecimento junto aos príncipes, imperadores e reis, concedendo ao Estado grandes poderes sobre a Igreja. O resultado foi o surgimento das Igrejas Territoriais, isto é, de Igrejas, dependentes do poder secular, que tanto podia ser representado pelo rei, príncipe como pelos conselhos municipais. Sem esse desenvolvimento não podemos entender a geografia religiosa criada em toda Europadesde fins do século XV e ao longo do século XVI”.(15)
“Ao conceder os direitos do padroado aos reis de Portugal e de Espanha e, mais tarde, aos demais reis europeus, para assim estes fugirem das idéias do conciliarismo, os papas acabaram por estabelecer que os reis determinassem a vida religiosa e o preenchimento de cargos eclesiásticos”. (15)
“Assim o príncipe passou a controlar as ofertas dopovo. Os decretos episcopais só tinham validade após a autorização real. [...] As intervenções de príncipe e cidades, que vão possibilitar a introdução da reforma luterana e da calvinista, a criação da Igreja Anglicana ou a introdução das decisões de Trento, não são novidades surgidas no século XVI. São anteriores.” (15)
“[...] Assim, a Igreja foi responsável pela formação literária, pelodireito, pela tradição política e pela técnica.”[...] (15)
[...] “devemos ver a Reforma de século XVI com resposta verdadeiramente revolucionária ao fracasso das reformas dos séculos XIV e XV. [...] buscando fazer a Igreja retornar as situações primitivas da Igreja Antiga, como podemos constatar em Thomas Müntzer e nos anabatistas. [...] Ao não observar as maiores necessidades religiosas das pessoas,ao não verificar a emancipação dos crentes em questões de fé e ao não substituir as estruturas entrementes arcaicas da Idade Média, a Igreja criou as condições e os pressupostos para o clamor por uma reforma”. (16)

Antecedentes da reforma religiosa no século XVI
Raízes Restritas

“As origens da Reforma e suas raízes mais restritas devem ser procuradas no papado renascentista, nos descalabrosexistentes no clero e nos abusos em relação ao povo, nas incertezas dogmáticas e na vida religiosa”. (16)

Incertezas Teológicas

“O período anterior à reforma foi de grande incerteza teológica. As principais controvérsias teológicas pendentes são geralmente resumidas às temáticas da justiça por graça e fé. [...] Essa visão, por seu turno, está intimamente relacionada com a questão dacristologia, pois dizer quem é Deus está intimamente ligado coma pergunta: Quem é Jesus Cristo?” [...] (19)
“As diferenças e questões indefinidas concentraram-se na temática de eclesiologia. Por isso ouso afirmar que até hoje a principal diferença entre a Igreja Católica Apostólica Romana e as Igrejas herdeiras da Reforma do Século XVI está na eclesiologia”. (19)

Martim Lutero

Juventude e estudos“Martim Luder (ou Ludher) nasceu em 10 de novembro de 1483, em Eisleben, e Foi batizado no dia seguinte, recebendo o nome do santo do dia. O sobrenome só foi alterado quando da descoberta da justiça por graça e fé. Ao ingressar na Universidade de Erfurt, o registro acadêmico lhe deu o sobrenome Luder”. [...](23)
[...] ”Poucos meses após o nascimento de Martim, a família mudou-se, em 1484, paraMansfeld, o centro da região mineira próxima”. [...](23)
“Desde 1490, Martim freqüentou durante sete nos a escola de Mansfeld. Em 1497, o pai matriculou-o em uma escola de Magdeburg. Ali imperava o espírito dos ‘Irmãos Zero’, dos irmãos da Vida Comum, movimento de piedade que buscava o temor a Deus e a santificação da vida do leigo no dia-a-dia, mais conhecido como ‘devoção moderna’”. [...]...
tracking img