Cultura organizacional - ibm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (359 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
IBM, um case de sucesso graças à Cultura Organizacional

A IBM passou por grandes mudanças organizacionais propostas em 1991, ainda na presidência de Akers, com a criação da chamada “Nova IBM” e aimplementação da política Market Driven Quality, instituindo uma cultura “obcecada pela qualidade”.

É possível notar a importância de ter uma cultura organizacional forte e percebida peloscolaboradores, que a levantam como bandeira e contribuem para o sucesso de uma organização.
A cultura da IBM foi fundamentada em três crenças básicas criados por Thomas Watson, fundador da organização,“Respeito ao Indivíduo”, “Prestar o Melhor Serviço ao Cliente”, e, o terceiro, a “Busca da Excelência”. Cada “ibmista”, ou empregado da IBM, deve sentir-se intimamente relacionado aos resultados da divisãoonde trabalha e lutar pelos objetivos da mesma em uma atitude competitiva. Para estimular-se esta inserção, bem como a absorção de novos valores e criação de novas atitudes, é necessário realizar umprocesso de ressocialização dos empregados a partir de novos significados que foram estabelecidos na mudança de paradigma.

O chairman (Akers, na ocasião) perguntou a um empregado se ele era um“ibmista” e o empregado respondeu que em primeiro lugar trabalhava e lutava pela ISS – Integrated Systems Solution, uma das novas subdivisões da empresa, ou baby blue. Tal atitude foi elogiada em públicoentusiasticamente pelo então presidente como postura correta do funcionário da “Nova IBM”, que, antes de ser “ibmista”, lutava pelos resultados da divisão a que pertencia.
O antigo presidente tinha comoestratégia fazer de pessoas que tiveram iniciativas “heróicas” dentro da empresa, difundindo suas histórias a fim de criar um “clima” propício à aceitação de novos valores, incentivando a mudança decomportamento e a internalização da cultura, delegando tarefas e fazendo os funcionários assumirem riscos, agindo como se fossem “donos do negócio”.

A partir da liderança dos executivos...
tracking img