Cultura nordestina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6460 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Professor: Rômulo Dumell
Série / Turma: 2º E.M / t.222

Feira Cultural 2012
Cultura Nordestina

Alunos:
Amanda Passos; Júlia Inácio;
Bárbara Maria; Mariana Afonso;
Breno Saraiva; Paulo Amâncio;
Gustavo Malta;Pedro Barnabé;
Ione Rodrigues; Pedro Macêdo.
Isabella Cabral;

Brasília, 2012.
Sumário

Introdução

Objetivo
O objetivo é de estimular as pessoas a terem um conhecimento mais aprofundado sobre a cultura nordestina, tais como:
* Promover o conhecimento das expressões linguísticas do povo nordestino;
* Explanarsobre as festas populares;
* Apresentar a vida de Jorge Amado e suas conquistas;
* Falar sobre a literatura do Nordeste;
* Apresentar as diversas comidas típicas dessa região;
* Expor a vida de Luiz Gonzaga, exibindo assim suas conquistas;
* Aduzir sobre a música nordestina em geral.

Justificativa
O projeto Nordeste da Feira cultura 2012 visa mostrar a grande riqueza da culturanordestina, culinária, música, dança, festas e sua grande importância histórica para a construção do nosso país.
Isso é mais que um projeto informativo é um projeto de conscientização social, tentando mostrar que o nordeste tem muita influência sobre o país, não apenas as secas e problemas sociais mostrados na mídia hoje em dia.

Variedade Lingüística
O nordeste é constituído por noveestados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. E a dialética dessa região é considerada como engraçada, por ser relacionado há seca, á pobreza, ao pouco desenvolvimento, com alto índice de analfabetismo e, assim, por tanto fugirem das normas gramaticais da língua portuguesa.
Toda língua possui variações linguísticas. Elas podem ser entendidas pormeio de sua história no tempo (variação histórica) e no espaço (variação regional). Alagoas foi invadida por franceses no início do XVI, sendo retomada pelos portugueses em 1535 e a influencia deles resultou neste vocabulário:
* Aperriado: aflito, irritado;
* Avacalhar: esculhambar, ironizar;
* Avexar: apressar;
* Bicado: embriagado;
* Bexiga: coisa ruim; situação complicada;* Bizu: cola de prova, fraude em vestibular;
* Cabuloso: chato, desagradável;
* Farrapar: não cumprir, falhar;
* Gréia: zombaria, gozação;
* Jabá: propina, qualquer comida sem muito preparo, grosseira;
* Lambedor: xarope caseiro;
* Ôxe: exclamação de surpresa;
* Pedir penico: fracassar, desistir;
* Se aprochegue: venha pra cá, chegue mais perto;
* Xodó: namoro,paquera.
O estado da Bahia foi o primeiro local onde os portugueses ancoraram no Brasil, em 1500. Por essa causa, Salvador ficou conhecida como a primeira capital do país e nela se concentrou uma grande população de europeus, índios, negros e mestiços. Com essa interação linguística ocorreu uma mistura de fatores favoráveis de ordem sóciohistórica e cultura. A variação do sotaque acontece daseguinte maneira: usa o som de “i” no lugar de “e” (minino), o som de “u” no lugar do “o”(furmiga, guverno), o modo como expressam o gerúndio é próprio, pois omitem o “d” nesta forma verbal (falano, cantano) e por ultimo, em algumas palavras com a letra “s” aparecem como chiado,por exemplo: a palavra “mesmo”.
A formação histórica do Ceará ocorreu com a miscigenação de indígenas catequizados eaculturados após longa resistência, colonizadores europeus e negros que viviam como trabalhadores livres ou escravos. Por isso o vocabulário pode ser explicado de dois jeitos:
* Contrações: contração de “Bichinha” ou “Bichinho”, que é um referência carinhosa a uma pessoa.
* Junção: cortam várias palavras, juntam e com isso aparece uma nova. Exemplo: “diabeisso?” = que diabo é isso.
A única...
tracking img