Cultura negra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2713 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CULTURA NEGRA
CULTURA NEGRA
2012
Professor: Anunciação
Disciplina: Fundamentos da Sociologia
UEFS
2012
Professor: Anunciação
Disciplina: Fundamentos da Sociologia
UEFS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

FUNDAMENTOS DA SOCIOLOGIA
A CULTURA NEGRA

Feira de Santana
2012

ANA PAULA FERREIRA LACERDAGIOVANNI SAPUTO JUNIOR 
JAMILLY SANTANA FERREIRA
MARIA ANGÉLICA CARVALHO RIBEIRO

FUNDAMENTOS DA SOCIOLOGIA
A CULTURA NEGRA

Trabalho apresentado à disciplina Fundamentos da Sociologia do curso de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Feira de Santana sob a orientação do Professor Antonio Lima da Anunciação como requisito de avaliação parcial.

Feira de Santana2012

1. Apresentação
2. A História
3. O que é CULTURA?
4. Cultura Negra
4.1 A música e a dança
4.2 O negro e sua contribuição na linguagem
4.3 Religião
4.4 Culinária
5. Consciência negra
6. Personalidades
7. Poema: “Encontrei minhas origens” Oliveira Silveira
8. Conclusão
9. Referências

1. APRESENTAÇÃO

A partir do momento que chegavam ao Brasil,além de não poder praticar a própria religião, eram proibidos de realizar festas e rituais de origem africana. Eram obrigados a seguir a doutrina católica e adotar a língua portuguesa como nativa.
Entretanto, mesmo com todas as imposições e restrições, os africanos não deixaram a cultura ser esquecida. Escondidos, mantiveram representações artísticas, culturais e até desenvolveram uma forma de luta:a capoeira.
Neste trabalho estaremos apresentando de forma mais clara possível um pouco dessa história, cheia de traços que podem ser encontrados em variados aspectos da cultura brasileira como a música popular, a religião, a culinária, o folclore e as festividades populares.
Boa leitura!

“Um povo sem memória é como uma árvore sem raízes”.
Bob Marley

2. A HISTÓRIA

A partir de meadosde 1500, aconteceu uma crise de mão-de-obra nas recém-instaladas lavouras de cana-de-açúcar do Nordeste do Brasil. Os índios, que foram escravizados para trabalhar nos engenhos, ou eram dizimados por epidemias, ou fugiam ou resistiam á escravidão. Desse modo, os senhores de engenho se viram obrigados a importar o que chamavam de “peças da Guiné”, ou seja, os escravos das colônias portuguesas noterritório africano.
Sequestrados na África, cerca de 4 milhões de pessoas aqui aportaram ao longo de 300 anos, até que o tráfico internacional fosse extinto em 1850.
Em princípio, nenhum tipo de posse era permitido aos escravos. Só lhe restavam as lembranças e a memória, exercitada por meio de festividades, cantos que marcavam o ritmo do trabalho e um culto disfarçado aos seus deuses originais.As deidades africanas passaram a ser identificadas com os santos católicos, num fenômeno conhecido com sincretismo religioso. Assim surgiu o xangô, em Pernambuco, o candomblé, na Bahia, a umbanda, no Rio de Janeiro e no sudeste do país.
Além da religião, porém, outros elementos culturais dos negros- em especial a música e a dança – foram ganhando terreno na evolução cultural do Brasil. O mesmose pode dizer a respeito da culinária e até da linguagem, pois são muitas as palavras do português que usamos cuja origem é africana. Desse modo, os negros exerceram uma profunda influência na civilização brasileira. Convém lembrar que os senhores brancos portugueses, e também os brasileiros, frequentemente não resistiam aos encantos das mulheres negras, de quem se tornavam amantes. Desse modo, amestiçagem tornou-se uma característica marcante de nosso povo.
3. O QUE É CULTURA?

É um processo em permanente evolução, diverso e rico. É o desenvolvimento de um grupo social, uma nação, uma comunidade; fruto do esforço coletivo pelo aprimoramento de valores espirituais e materiais. E o conjunto de fenômenos materiais e ideológicos que caracterizam um grupo étnico ou uma nação (língua,...
tracking img