Cultura de paz nas escolas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1401 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]InfoeducaçãoUSP

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Resenha do artigo Infoeducação:Saberes e fazeres da contemporaneidade_Karen
PERROTTI, E.; PIERUCCINI, I. Infoeducação: saberes e fazeres da contemporaneidade. [S. l. : s. n.], [200-].

Entre textos e encontros,o caminho percorrido por nosso grupo até aqui chegou a um novo ponto de partida com a recente leitura do artigo supracitadoescrito por nossos professores - Edmir Perrotti e Ivete Pieruccini.

Para tanto, foi preciso entender conceitos como cibercultura, protagonismo cultural, apropriação simbólica do conhecimento, conhecimento ‘inútil’, memória,atos de significação e outros.Todos estes conceitos são importantes para a compreensão deste artigo, além de outros conceitos que avançam a partir do que já havíamos tomadocomo base.

Por exemplo, quanto à questão identitária , recorrente em momentos de grande transformações, referindo-se ao atual mal-estar na civilização da cibercultura que “vem sendo, antes ,o surgimento de um modo de pensar, sentir, agir até então desconhecidos, produzindo mutações que afetam nossa vida e diante das quais não ficamos incólumes”.

Neste sentido,a Era da Informação e sua “velozfuga para frente obliteram questões de fundo complexos e difíceis , porém urgentes e necessárias”. Diante disto,indagam os autores: o que significa hoje a memória? Conhecimentos transformados , dados armazenados e desconectados entre si, uma outra face do esquecimento e perda da memória ,não pela falta, mas pelo excesso ...

Na contemporaneidade, quando o virtual convive como real(embaralhando fronteiras e percepções que alteram relações com o o saber e o conhecimento) e devido à explosão informacional, informar e informar-se devem envolver novos saberes e fazeres ,além de diferentes ferramentas para tal processo. A questão é: que informações buscar, de quais nos apropriar e quais refutar?

Para os autores,a aproximação entre Informação e Educação seria uma boa solução para a crisede formas tradicionais de informar e ensinar.Neste caso,não somente habilidades e competências seriam desenvolvidas , mas fundamentalmente desenvolver-se-iam atividades face à informação e cultura.Salientando a diferença entre assimilação(passiva) e apropriação cultural(ativa) ,os autores apontam ser esta diferença a causa da crise em instituições como a escola e a biblioteca na segunda metadedo século passado.

Preocupados com questões como a apropriação simbólica e protagonismo social ,os pesquisadores formularam, nos anos 80, um projeto de pesquisa levado a efeito no Departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP. Este tinha por objetivo estudar o sentido da experiência em processos culturais envolvendo crianças e jovens ( posteriormente ampliado com acervo dedepoimentos de idosos).
Destacou-se ,no projeto, a questão da mediação cultural como processo de significação.A partir disto ,o Arquivo Cultural evoluiu para a criação da Estação Memória: tornava-se necessário criar ferramentas capazes de promover a compreensão dos atos de significação formados, não como epifanias geradas à margem do tempo e do espaço, mas, ao contrário, como fenômenos de ordemsubjetiva, situados em referência a quadros históricos concretos que ganham conformidade”. Para ao autores,o estudo dos dispositivos(bibliotecas, centros culturais,núcleos de informação e memória) como categoria constitutiva dos atos simbólicos representava um salto importante, pois implicava em visão não-fragmentada e não idealista das questões envolvendo nossas transações com os significados.Voltando ao Iluminismo, recordam o papel da Enciclopédia , não somente organizadora da tradição, mas com o papel de difusor cultural. “ Difusão Cultural, referência que se estenderá até os dias que correm, em que pesem evidências de seu esgotamento face às novas circunstâncias históricas que colocaram a modernidade em crise”.

Por meio de uma pesquisa colaborativa e orientados por princípios da...
tracking img