Cultura afrobrasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1280 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A História Oficial do Brasil destinou ao negro um espaço que começa e termina na escravidão e sobre a civilização negro-africana espalhou-se uma nuvem de esquecimento e exotismo que o senso comum reproduz em suas narrativas que ainda situam as culturas africanas e indígenas como primitivas. Abolida a escravidão, a imagem negra simplesmente some dos manuais de história e se fixa deforma perversa no imaginário.
Entretanto, a compreensão clara da história do Brasil, nesses 500 anos, não é possível se não conhecermos de forma mais profunda a presença negra na sua constituição. O modo de viver, pensar e trabalhar do povo brasileiro estão impregnados da matriz africana. Desde a língua, passando pela gestualidade e pela religiosidade, é muito difícil não identificar a mão e a almanegras naquilo que denominamos cultura brasileira. Praticamente todo e qualquer tema de monografia envolvendo a desigualdade social brasileira deverá, em algum momento, abordar a questão do negro no país.
Quando pensamos em comida típica, lembramos no negro.
A música que nós brasileiros identificamos como nosso, seja cantarolando ou mexendo o corpo, lembra-nos o negro.
As festas popularesbrasileiras que pintam de várias cores as nossas regiões estão encharcadas das diversas culturas africanas. No entanto, como explicar, 511 anos depois, a situação de exclusão da população negra num país onde ela representa 45,8% de seu povo?
Não devemos esquecer que, assim como nossos alunos, nós mesmos fomos formados sob uma ótica voltada para valorizar o que não está em nós mas sim, o que vem defora; até porque essa era a forma dos colonizadores europeus estarem sempre presentes entre nós.
Se mesmo a nossa ciência, a pesquisa brasileira, é muito mais valorizada no exterior do que por nós mesmos, se mesmo nossos setores de ponta são desvalorizados, imagine o ideário social da negritude.
É comum ouvir-se dos militantes dos movimentos negros que a "princesa Isabel assinou a lei Áurea, masse esqueceu de assinar a carteira de trabalho". Essa afirmação é irônica, mas representa uma cruel realidade. Se lembrarmos dos trabalhos que os negros exerciam como escravos podemos nos perguntar por que então a mão de obra negra foi e é preterida em função do trabalho dos imigrantes que aportavam/aportam no país, num momento em que uma massa escrava era liberta, mas não integrada á novarealidade econômica. Essa medida tina a clara intenção de embranquecer o país e assim fugir dos estígmas formulados pela ciência da época, cujas teorias apontavam a inferioridade negra. Vale sempre guardar este ponto, já que é de essencial abordagem em um TCC ou uma monografia
Há notícias de que, na década de 1920, um grupo de agricultores negros estadunidenses comprou um pedaço de terra na amazôniabrasileira, mas quando o governo brasileiro soube qual era sua cor, os impediu de entrar no país e devolveu o dinheiro da compra. Para os imigrantes europeus, as terras eram dadas e a sua entrada no país era até estimulada. A liberdade advinda da abolição, além de excluir, possibilitava agora à república tornar realidade o seu sonho eurocêntrico, empurrando para as periferias dos grandes centros amassa negra desempregada.
Parte do processo de branqueamento do povo brasileiro, vemos no branqueamento de personalidades nacionais, de evidente descendência negra, clareando fotos e ilustrações de personagens mestiços e mulatos que, com o tempo e esforço editorial, passaram a ser brancos, como foi o caso de Machado de Assis.
Quando nada disso resolvia, alternativa era tornar negros ilustres eminvisíveis, dinâmica que até hoje caracteriza os meios de comunicação, os espaços acadêmicos e algumas atividades profissionais.
JUSTIFICATIVA
A presente monografia visa servir como base teórica e focaliza alguns aspectos das relações entre a história social brasileira mediante o estudo dos conceitos compreensivos utilizados nas abordagens antropológicas e sociológicas, principalmente.
Nosso...
tracking img