Csociedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8366 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O TRABALHO NA SOCIEDADE (BRASIL E MUNDO)

AS MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO NA SOCIEDADE
CONTEMPORÂNEA E SEUS IMPACTOS NA FORMAÇÃO DO
TRABALHADOR
Elessandra Karen Carneiro Silva – Mestranda/ Bolsista CAPES
elessandrakaren@yahoo.com.br
Profº. Drº. Marcelo Soares P. da Silva – Orientador
Universidade Federal de Uberlândia
marcelosoares@ufu.br
Esta pesquisa centralizase
no exame de como alógica de competências
exacerba o processo de individualização das relações de trabalho.
Atualmente, vivenciamos novas formas de gestão desenvolvidas no interior de
organizações que acarretam mudanças mundiais. Os níveis hierárquicos diminuídos, a
valorização da educação, bem como a educação profissional, a terceirização e a
flexibilização das empresas são características de um novo momentodo trabalho,
paradoxalmente à rigidez da produção do sistema tayloristafordista.
Uma das conseqüências desse processo é a valorização do trabalho em equipe e
do trabalhador polivalente.
Para entendermos como se dá o processo de formação desse trabalhador,
devemos, primeiramente, abordar as grandes transformações que o trabalho sofreu em
sua forma de gestão, com seus atores sociais e asinovações tecnológicas
organizacionais.
A substituição do sistema tayloristafordista
para um novo paradigma baliza o
redirecionamento da economia capitalista. Tanto o taylorismo como o fordismo foram
marcados pela racionalização da produção, divisão e a especialização do trabalho, assim
como pela mecanização e pela produção em massa.
No final dos anos sessenta esse modelo de produção começou aperder espaço,
visto que já não conseguia suprir a necessidade da produtividade, revelando sua
inoperância. Muitas pesquisas já foram realizadas em busca da tentativa de se explicar a
crise do sistema tayloristafordista
e muitas apontam que o quadro da crise foi gerado
2
por três motivos: crise econômica, crise do sindicalismo e crise dos modos tradicionais
de autoridade patronal.
O “modelojaponês” surge, então, para responder à concorrência internacional.
Baseado na flexibilidade dos processos de trabalho, dos produtos e dos mercados,
marcou a produção em pequenas séries e a participação do trabalhador nos objetivos
empresariais. Na perspectiva de alguns autores, o modelo flexível japonês foi precursor
por considerar a subjetividade dos operários como o fator mais importante daempresa.
Essa mudança de paradigma tayloristafordista
para o modelo japonês firma um
novo significado ao trabalho. As tarefas diferenciadas ocupam o lugar da produção
repetitiva, exigindo maiores habilidades e conhecimentos para o manuseio das
máquinas. Mudando o trabalho muda o tipo de trabalhador requerido. De um lado, os
trabalhadores do modo de produção tayloristafordista
são“nãoqualificados”,
e o
processo não é totalmente dependente de seus operários. Do outro lado, o modelo de
produção japonês (justintime)
é fortemente dependente dos seus operários que mantém
uma relação de cooperação com a empresa.
A flexibilização, nascida do modelo japonês, necessita desta forma, de
trabalhadores multiqualificados e habilidosos, e com o acréscimo de novas tecnologias,
a conseqüênciadesse processo é o desemprego.
Portanto, no atual contexto de internacionalização da produção e da economia, o
poder dos Estados Nacionais é transferido para as grandes corporações. Desta forma,
essas organizações cada vez mais assumem o papel de definidoras e concretizadoras de
políticas públicas, principalmente, no que se refere a esfera educacional.
Conseqüentemente a essas transformações, otrabalhador se vê inserido em
grandes e constantes desafios. O desafio de acompanhar as mudanças do diaadia,
da
competição do mercado global, o desafio de aliarse
às novas tecnologias e o desafio de
saber agir diante de um ambiente em permanente transformação.
Contrariamente, os indivíduos são responsabilizados pelo seu processo de
formação, desobrigando o Estado e as empresas....
tracking img