Cruz vermelha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3425 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Data:

Trabalho realizado por:
* Cristiana Russo Nº6, 1ºTC
* João Botelho Nº12, 1ºTC
* Marta Ferreira Nº16, 1ºTC
* Patrícia Marques Nº17,1ºTC
* Rute Costa Nº19, 1ºTC
* Soraia Pereira Nº24, 1ºTC

Ano letivo:2011/2012
Triénio:2011/2014

Professor: Paulo Salvado

Introdução
Este trabalho foi solicitado pelo docente Paulo Salvado no âmbito da disciplina de Área deIntegração, no módulo2 “ O papel das organizações Internacionais” este trabalho tem como objetivo analisar e conhecer uma organização internacional. A organização que escolhemos foi a “ Cruz Vermelha” e o que vamos analisar mais ao pormenor são os seguintes remas são a história, o voluntariado,

Pensamento

Cruz Vermelha Portuguesa
A Cruz Vermelho Portuguesa é uma instituição humanitáriagovernamental de carácter voluntário e de interesse público, sem fins lucrativos. A Cruz Vermelha Portuguesa presta assistência humanitária e social, em especial aos mais vulneráveis, prevenindo e reparando o sofrimento. Contribuindo para a defesa da vida e da saúde e também da dignidade humana.
História
Fundada por José António Marques, a 11 de Fevereiro de 1865 sob o nome de “Comissão Provisóriapara Socorros e Feridos e Doentes em Tempos de Guerra”.
Ao longo dos tempos, a Cruz Vermelha Portuguesa, tem vindo a atuar em cenários emergentes de conflitos armados e/ou de desastres e catástrofes naturais, servindo em território nacional ou internacional.
Esta instituição assistiu as vitimas de vários conflitos, nomeadamente:
* Movimentos revolucionários de Portugal;
* Campanhascoloniais de Portugal;
* Guerra Civil de Espanha;
* Primeira Guerra Mundial;
* Segunda Guerra Mundial;
* Invasão da Índia Portuguesa pela União Indiana.
Mais recentemente, apoiou o Comité Internacional da Cruz Vermelha, nos seguintes conflitos:
* Revolução Romena;
* Conflitos da Ex-Jugoslávia;
* Guerra Civil de Angola;
* Conflitos no Darfur/Sudão, Moçambique eTimor-Leste, entre outros.

Voluntariado da Cruz Vermelha Portuguesa
O primeiro laureado com o Nobel da Paz, em 1901, Henry Dunant, fundou o Comité Internacional para Ajuda aos Militares Feridos em Tempo de Guerra como um movimento de socorro voluntário. Hoje, o Voluntariado é um dos 7 Princípios Fundamentais do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

Organização

ACruz Vermelha Portuguesa exerce a sua atividade em todo o território, como a única Sociedade Nacional da Cruz Vermelha, e fora de Portugal, no quadro de ação do seu Movimento Internacional. Assenta a sua organização territorial em Serviços Centrais, Serviços Autónomos, Delegações Locais e extensões de Delegações Locais.

Delegações Locais da Cruz Vermelha Portuguesa
As Delegações da Cruz VermelhaPortuguesa têm a sua própria Direção, a quem compete a gestão da atividade da Instituição a nível local. Atualmente, existem 174 Delegações Locais.

Membros da Cruz Vermelha Portuguesa
Os membros da Cruz Vermelha Portuguesa contribuem com o seu patrocínio, esforço ou auxílio monetário para a manutenção e funcionamento da Instituição.

Voluntário da Cruz Vermelha Portuguesa
O Voluntariado éum dos sete Princípios Fundamentais do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.
Assim, a Cruz Vermelha Portuguesa acolhe e encoraja o oferecimento de pessoas de boa vontade e de reconhecida idoneidade moral que desejem voluntariamente colaborar nos serviços da Instituição, quer em tempo de paz, quer em tempo de guerra.

Os donativos podem ser através de:
* Donativosregular;
* Donativo “Portugal Mais Feliz”;
* Companha “Ser Solidário”;
* Payshop;
* Cheque ou vale postal;
* Depósito ou transferência bancária pontual;
* Donativo de artigos;
Os donativos regulares têm uma relação custo/eficácia mais vantajosa.

Donativo "Portugal Mais Feliz"
Apoio às famílias mais carenciadas e vulneráveis à crise, na reconstrução dos seus projetos...
tracking img