Cromatografia em coluna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1783 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA
Campus Bagé

Erick Soares Fernandes Oliveira Lucila Severo Marilia Gasparetti Prof. Dr. Nilo Eduardo Kehrwald Zimmermann

Bagé, Fevereiro/2013

Introdução

A cromatografia em coluna é tida como o primeiro procedimento cromatográfico e este é atribuído ao botânico russo Mikhael S. Tswett, em 1906. Tswett usou colunas de vidro recheadas com vários sólidosfinamente divididos e arrastou os componentes dos extratos de plantas e gema de ovo com éter de petróleo. A cromatografia em coluna é uma técnica usada para a separação e purificação de muitos compostos, em um volume maior que os utilizados na cromatografia planar. Essa técnica fundamenta-se basicamente na polaridade relativa das moléculas envolvidas. Adiciona-se à coluna de vidro o adsorvente (faseestacionária), geralmente alumina ou sílica gel, e a mistura a ser analisada é aplicada na parte superior da coluna. O eluente é passado através da coluna por gravidade. A coluna de vidro a ser utilizada deverá conter uma válvula para controle de fluxo de solvente. Em alguns casos pode-se utilizar uma bureta em substituição a uma coluna propriamente dita. A velocidade na qual um composto é eluídoda coluna depende de sua polaridade, da polaridade da fase estacionária e da polaridade do solvente utilizado como eluente. Se o composto é mais atraído pela fase estacionária do que pelo solvente, ele migrará mais lentamente da coluna. Caso contrário, se o composto tiver maior afinidade pelo solvente ele migrará mais rapidamente da coluna, gastando menos tempo e solvente. O êxito de uma colunadependerá então da escolha de um suporte e solvente adequados para a sua realização. Em alguns casos é possível visualizar a separação dos componentes de uma mistura observando o desenvolvimento de manchas diferentes na coluna ou acompanhando com uma luz ultravioleta. Entretanto, na maioria das vezes, torna-se necessário o acompanhamento da separação dos componentes pela técnica de cromatografia emcamada delgada (CCD). Nessa última, coleta-se frações com volume predeterminados, as quais provavelmente conterão os componentes da mistura separados e, para confirmação, utiliza-se a CCD. Os adsorventes mais utilizados são a alumina e a sílica gel. Porém, pode-se também usar sacarose, inulina, talco, carbonato de sódio, de cálcio e de magnésio, fosfato de cálcio, óxido de magnésio, cal virgem,carvão ativado, óxido de cálcio. Para que o adsorvente tenha maior eficácia é necessário que suas partículas sejam de tamanho uniforme e tenha uma maior superfície de contato com a amostra, ou seja, deve estar bem pulverizado. A escolha do eluente é muito importante e é feita baseando-se na polaridade e solubilidade entre este e a amostra. A polaridade deve ser, geralmente, menor que a do composto eo último deve ser parcialmente solúvel. A cromatografia em coluna tem a vantagem de se poder utilizar vários solventes, um de cada vez, para separar diferentes componentes. Assim, em separações simples, utiliza-se apenas um solvente para todo o processo e em separações mais complexas utiliza-se uma série de solventes, em ordem crescente de polaridade. As colunas de vidro são simples, variando emcomprimento e diâmetro. Essa variação de tamanho permite selecionar a melhor coluna para separação, onde uma quantidade maior de amostra requer um diâmetro maior da coluna e uma melhor resolução requer

um comprimento maior, para que a amostra caminhe mais e, consequentemente, se separe mais. Além da escolha do melhor adsorvente, do melhor eluente e da melhor coluna para a análise, é necessárioter uma atenção especial à preparação da coluna adsorvente. Não deve ter bolhas de ar aprisionado, já que podem criar rachaduras na coluna, formando caminho preferencial para a amostra, não ocorrendo, então, a separação efetiva. Deve-se, também, deixar a superfície superior da coluna coberta pelo eluente, já que esta pode secar e contrair, resultando em erros de análise, ou mesmo ocasionando a...
tracking img