Cristiano mascaro vida e obra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1479 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto


Cristiano Alckmin Mascaro, fotógrafo e arquiteto, nascido em Catanduva, interior de São Paulo em 1944 onde seu pai era professor, saiu de lá com dois anos, morou em Campinas por cinco anos e, de lá foi para a capital. Morou em um sobradinho no bairro de Perdizes, fato que considera importante, por ser próximo ao centro, o que despertou sua ligação à cidade de São Paulo. “Quandocomecei a sair sozinho, ia para a escola a pé ou de bonde. Estudava no Colégio de Aplicação, na praça Marechal Deodoro, e, do bonde, ficava o tempo todo olhando a cidade desfilar diante de mim. No final de semana, ia para o cinema caminhando, pelo simples prazer de ver os prédios”. Tinha 14 anos quando, de passagem pelo prédio da USP, na rua Maranhão, optou por ser arquiteto. Fez a Faculdade deArquitetura e Urbanismo na década de 60.
Começou a se interessar por fotografia quando viu o livro ”Imagens ao Acaso”, editado em 1954, de Cartier-Bresson, cujas imagens eram diferentes das que estava acostumado a ver, puramente jornalísticas ou de publicidade. Evidenciavam a possibilidade de fixar cenas do cotidiano do comportamento humano que continham muita grandeza e emoção. A partir daí,começou a fotografar, com muito incentivo de seus professores da faculdade de arquitetura. Tornou-se um dos mais importantes fotógrafos da urbe e da arquitetura da capital paulista, que a documenta sistematicamente há mais de duas décadas.
Iniciou sua carreira profissional como repórter fotográfico na revista Veja, onde durante quatro anos realizou inúmeras reportagens no Brasil e no exterior, e apartir de 1972 passou a atuar de forma independente.
Entre 1974 e 1988, dirigiu o Laboratório de Recursos Audiovisuais da FAU-USP. Em 1986, obteve o grau de mestre pela Universidade de São Paulo; em 1985, o prêmio Eugène Atget, concedido pela prefeitura de Paris; em 1990, a Bolsa Vitae de Artes. Em 1995, doutorou-se pela Universidade de São Paulo, com nota máxima e menção de louvor, apresentandoa tese A Fotografia e a Arquitetura.
Participou da Bienal de Havana, 1986; do Mês Internacional da Fotografia: Retratos Contemporâneos, na Faap, 1995; e da individual Luzes da Cidade, no Masp, 1996; entre outros eventos. Autor dos livros A Cidade, 1979; Cristiano Mascaro, As Melhores Fotos, 1989; Luzes da Cidade, 1996, e São Paulo, 2000. Recebe o Prêmio Internacional de Fotografia Eugène Atget,em Paris, França, 1984; e a Bolsa Vitae de Fotografia, 1989.
Atualmente Cristiano Mascaro trabalha como fotógrafo independente e dedica-se a projetos pessoais, deixou os títulos de lado para voltar às ruas e fotografar sem limites.

Obras/ Trabalhos

Exposições Coletivas

1971
• São Paulo SP - 9 Fotógrafos de São Paulo, no MAC/USP;
• São Paulo SP - Cinco Arquitetos Fotógrafos, no IAB/SP;1972
• São Paulo SP - 6 Fotógrafos, na Galeria Eucatexpo; 22 Semana 72, em comemoração do cinqüentenário da Semana de Arte Moderna, na FGV;

1977
• Washington D.C. (Estados Unidos) - Paisagem Urbana, na Galeria da Organização dos Estados Unidos;

1979
• São Paulo SP - Brás: Uma Documentação Fotográfica, exposição conjunta com Pedro Martinelli, no MIS/SP ;
• São Paulo SP - ColetivaFotografia na FAU, na FAU/USP;

1981
• São Paulo SP - Exposição dos Quatro - Retratos de Madalena Schwarte, Cristiano Mascaro, Mario Cravo Neto e João Sócrates, na Galeria Fotoptica;
• Zurique (Suíça) - Fotografie Lateinamerika, von 1860 Bis Heute;

1983
• Londres (Inglaterra) - Brazilian Photography, na The Photographer´s Gallery;
• Paris (França) - Brésil des Brésiliens, no Centre GeorgesPompidou;

1984
• Rio de Janeiro RJ - Visões Urbanas, no Instituto de Fotografia da Funarte;
• Rio de Janeiro RJ - Visões Urbanas, no MNBA;
• São Paulo SP - Visões Urbanas, no Salão Fuji;
• São Paulo SP - Auto-Retrato do Brasileiro: cidade e campo, na Bienal Tradição e Ruptura;

1985
• Paris (França) - Exposição de fotógrafos internacionais ganhadores do prêmio Eugène Atget, no Musée...
tracking img