Cristianismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1399 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Estabelecimento da ortodoxia romana


Galério que havia sido uma das principais figuras na perseguição, em 311 emitiu um édito que acabou com a perseguição de Diocleciano ao cristianismo.[33] O Édito foi proclamado de má vontade pelo imperador no seu leito de morte.[34] Após a suspensão da perseguição aos cristãos, Galério reinou por mais dois anos. Ele então foi sucedido por um imperador comforte inclinção ao cristianismo, Constantino, o Grande.
Constantino I, o novo imperador foi apresentado ao cristianismo por meio de sua mãe, Helena.[35] Na Batalha da Ponte Mílvia, em 28 de outubro de 312 dC, Constantino ordenou que suas tropas pintassem uma cruz nos escudos dos soldados, de acordo com uma visão que tivera na noite anterior. De acordo com a tradição, Constantino teve uma visãoenquanto olhava para o sol que se punha. As letras gregas XP (Chi-Rho, as primeiras duas letras de Χριστός, Cristo) entrelaçadas com uma cruz apareceram-lhe enfeitando o sol, juntamente com a inscrição em latim In Hoc Signo Vinces — Sob este signo vencerás. Depois de vencer a batalha com uma vitória esmagadora sobre seus inimigos, Constantino foi capaz de reivindicar o controle da parte Ocidentaldo Império.[36]
É difícil discernir exatamente quando Constantino tornou o cristianismo à religião oficial do Império Romano. As moedas romanas, por exemplo, que foram cunhadas oito anos após a batalha ainda tinha as imagens dos deuses romanos.[35] No entanto, a adesão de Constantino foi um ponto decisivo para a Igreja cristã. Após sua vitória, Constantino apoiou financeiramente a Igreja,construindo basílicas suntuosas e concedendo vários privilégios para o clero, como a isenção de impostos que os Sacerdotes Pagãos possuíam. O imperador ainda devolveu bens confiscados durante a perseguição de Diocleciano,[37] aboliu a execução realizada por meio de crucificação, pôs fim às batalhas dos gladiadores como punição pra crimes e instituiu o domingo como feriado[34]. Entre 324 e 330, Constantinoconstruiu uma nova capital imperial praticamente do zero. A cidade veio a ter o seu nome: Constantinopla. Ela tinha a arquitetura cristã, várias igrejas contidas dentro da muralha da cidade e não tinha templos pagãos.[38] De acordo com a tradição, Constantino foi batizado em seu leito de morte.


O imperador também desempenhou um papel ativo na liderança da Igreja. Em 316, ele atuou como juizem uma disputa que ocorreu no norte Africano sobre o Donatismo. Mais significativamente, em 325 convocou o Concílio de Nicéia, o primeiro Concílio Ecumênico, para lidar principalmente com a Controvérsia ariana. O Concílio também emitiu o Credo Niceno-Constantinopolitano, que entre outras coisas, promoveu uma crença professada na Santa Igreja Católica Apostólica. Dessa forma, Constantinoestabeleceu um precedente para o imperador, que seria responsável perante Deus pela saúde espiritual de seus súditos, tendo o dever de manter a ortodoxia. O imperador iria impor a doutrina, erradicar a heresia, e defender a unidade eclesiástica.[39]
Filho do sucessor de Constantino, conhecido como Juliano, o Apóstata, foi um filósofo que ao se tornar imperador, renunciou ao cristianismo e adotou uma formamística de Neoplatonismo e de Paganismo, que se chocava com a criação cristã. Juliano começou a reabrir os templos pagãos, começando assim uma disputa de fiéis entre Cristãos e Pagãos. Depois, com a intenção de restabelecer o prestígio das crenças pagãs, ele as modificou, assemelhando-as as tradições cristãs, como a estrutura episcopal e a caridade pública (até então desconhecida no paganismoromano). O curto reinado de Juliano acabou com sua morte, enquanto fazia campanha no Oriente.
Mais tarde os Padres da Igreja escreveu volumosos textos teológicos, inclusive Agostinho de Hipona, Gregório de Nanzianzo, Cirilo de Jerusalém, Ambrósio de Milão, Jerônimo, entre outros. Alguns destes pais, tais como João Crisóstomo e Santo Atanásio, sofreram exílio, perseguição, ou o martírio dos...
tracking img