Crise japosesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ALAGOANA DE ADMINISTRAÇÃO

MERCADO DE CAPITAIS
JOSÉ JEFERSON DA CONCEIÇÃO SILVA
CRISE JAPONESA E CRISE DO MÉXICO




CRISE JAPONESA

11 de março de 2011. Um terremoto de magnitude 9,0 atingiu a costa do Japão, causando um tríplice desastre: terremoto, tsunami e explosão do reator nuclear da usina de Fukushima. Calcula-se o número de mortos e desaparecidos em 20 mil.
Umano depois, o Japão ainda se recupera da maior tragédia do país, após a II Guerra Mundial.  Especialistas se debruçam agora sobre a crise do Japão, para analisar a situação do país e reconhecem: "O terremoto e tsunami levou à procura da alma de uma nação já desgastada por duas décadas perdidas de crescimento econômico, com uma população envelhecendo rapidamente e agora encolhendo, a paralisia políticae o rápido crescimento da seu rival de longa data, a China ". 
A primeira grande lição: por mais preparado que um país ou uma organização estejam, uma crise de proporções pode causar um estrago histórico. E o Japão era um país preparado. Como mostra o exemplo japonês, a prevenção e o treinamento ainda são as únicas formas de minimizar as consequências das crises. Como ocorreu.
Uma análiseinteressante foi feita por Maggie Epstein e Lina Yamashita, de uma organização americana dedicada a ensinar alunos sobre histórias e culturas, que estudaram a crise japonesa. As conclusões trazem muitos ensinamentos para quantos se dedicam à gestão de crises e à prevenção de desastres naturais.
- A crise no Japão ainda não acabou, continua
Enquanto muitos japoneses foram capazes de voltar à vida, comoera antes, milhares de outros não foram sequer capazes de retornar às suas casas. O terremoto e tsunami afetou uma vasta extensão do nordeste do Japão (a região de Tohoku), mas nem todas as aldeias e cidades foram atingidas da mesma maneira.
O devastador desastre no Japão oferece oportunidades para ensinar e aprender sobre meio ambiente, economia, geografia, ciências da terra, literatura,memória, além de despertare muito mais  interesse pela cultura japonesa, aproveitando, agora, o primeiro ano da tragédia.
Mas por possuir a população mais velha do mundo, o país agora tenta recuperar o ânimo das pessoas, abatido por deixarem os lugares onde nasceram e viveram a vida toda. A indústria pesqueira, segundo analistas, pode levar até dez anos para voltar ao nível anterior à tragédia; cerca de90% dos 30 mil barcos de pesca foram destruídos ou danificados. São gerações de pessoas, muitos idosos, que só sabiam fazer isso. A reconstrução da vida da população pode ser muito mais difícil do que recuperar estradas e prédios. 

- O que aconteceu em 11 de março de 2011?
Para uma melhor compreensão do tamanho do desastre, convém voltar às imagens da época, vídeos, fotos e comparar como estáo país hoje. Os efeitos causados pelo terremoto e tsunami, além da explosão na usina nuclear de Fukushima, provocaram uma comoção, não apenas no país ou na cultura oriental, mas em todo o mundo. É interessante aprender como o país se apresenta, após um ano da catástrofe. Cidades, estradas, escolas, aeroportos, todos devastados, hoje funcionam normalmente, como se há um ano aos olhos do mundo tudonão significasse destroços. É uma boa lição para governos, cidadãos comuns e até para as crianças, como forma de mostrar o poder de recuperação de uma sociedade mesmo nas tragédias.
Após o terremoto em Kobe, em 1995, e este de 2011, houve muitas críticas da população sobre a rapidez do governo em responder à crise. Mas, algum país poderia estar preparado para um evento dessa magnitude? Para oscientistas e economistas, se havia um país no mundo bem preparado para uma catástrofe dessas proporções, seria o Japão.
Com base na experiência de Kobe, quatro pilares foram aplicados no sistema de emergência japonês, alguns dos quais vieram da aprendizagem e erros de Kobe. Um é a super-avançada tecnologia do sistema de alerta; segundo, os mais rígidos códigos de construção do mundo, que...
tracking img