Crise hipoteca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A crise dos EUA e as lições da História

A chamada crise do subprime, ou hipotecas de risco, acontece nos Estados Unidos desde 2007 e vem se intensificando.

Nos últimos anos, com a alta dos preços de imóveis nos Estados Unidos e a alta liquidez (dinheiro disponível para empréstimos) no mercado internacional, os bancos e financeiras norte-americanas começaram a emprestar mais dinheiro paraque pessoas com histórico de crédito considerado ruim comprassem casas. Antes, só tinham acesso a essas hipotecas credores com bom histórico de pagamento de empréstimos e renda comprovada.

Além das hipotecas terem risco maior devido ao perfil dos tomadores de crédito, os bancos também passaram a fazer empréstimos não-tradicionais, com juros mais baixos nos primeiros anos do contrato (depoisreajustados para taxas mais altas) e prestações iniciais só com o pagamento dos juros.

Os tomadores dessas hipotecas acreditavam que, com o preço das casas em alta, conseguiriam reajustar seus empréstimos e obter condições mais favoráveis quando o período de juros mais baixos terminasse. Porém, a “bolha” dos preços de casas estourou e eles começaram a cair; com isso, muitas famílias passaram a nãoconseguir pagar suas hipotecas e perderam suas casas. Como o preço das casas caiu, muitas vezes o banco não consegue reaver o que já emprestou ao cliente.

Securitização

Além de o banco que fez o empréstimo ter prejuízo com essa situação, muitas dessas hipotecas são securitizadas nos EUA (agrupadas e transformadas em papéis que são comprados e vendidos). A securitização espalha o risco portodo o mercado e permite que os bancos emprestem mais dinheiro para financiamentos imobiliários; mas essas mesmas características fizeram com que, com a crise, os prejuízos atingissem dezenas de instituições financeiras e de fundos de investimento.

Com o risco espalhado por todo o setor, acontece também uma crise de liquidez, já que as instituições relutam em emprestar dinheiro umas às outras.DESDOBRAMENTOS

Na tentativa de evitar uam restrição ainda maior do crédito, diversoso bancos centrais injetaram bilhões de dólares no mercado financeiro. Muitos fundos que tinham papéis de mercado subprime tiveram que se desfazer de ativos de outros setores para compensar as perdas.

Nessa altura, o pânico já havia chegado às bolsas de valores de todo o mundo.

O governo Bush anunciou umpacote de ajuda fiscal e prometeu aumentar o seu valor (US$ 150 bilhões). Além disso, o banco central dos Estados Unidos reduziu o juro em 0,75 ponto percentual - de 4,25% ao ano para 3,5% ao ano - e um novo corte da taxa pode vir até o final de janeiro.

IMPACTOS

A crise pode ter impacto na economia brasileira porque, com a desorganização das finanças das famílias e com a redução do créditodisponível nos EUA, pode haver redução no consumo e conseqüente recessão no país. Isso pode fazer com que os EUA comprem menos produtos do Brasil. Além disso, a menor liquidez no mercado global pode fazer com que os investidores prefiram investir em papéis de menor risco, como os do Tesouro dos EUA, tirando dinheiro de mercados como o brasileiro, que têm melhor retorno, mas maior risco.PERSPECTIVAS INCERTAS

Ainda não se sabe em quanto a economia americana vai desacelerar e qual será o impacto no Brasil e na atividade econômica dos outros países.

Uma parte dos analistas acredita que há um 'descolamento' dos países emergentes. Ou seja, eles não seriam atingidos por uma recessão nos EUA, já que a China e a Índia poderiam absorver as exportações excedentes. Mas, uma outra parte dosanalistas tem opinião diferente. Para eles, a China seria afetada por uma recessão nos Estados Unidos e, desta forma, não poderia segurar sozinha a situação da economia dos países emergentes.

AS LIÇÕES DA HISTÓRIA

Quebra de Wall Street repercutiu em todo o
mundo
A preocupação com a viabilidade das hipotecas de alto risco nos Estados Unidos – as chamadas subprimes – se espalhou pelo sistema...
tracking img