Crise grega

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CRISE GREGA- FEMCO 2012
Entrada no Euro
Mesmo antes de entrar na Zona do Euro, a Grécia já gastava mais do que arrecadava e enfrentava problemas deinflação, além da dívida elevada. A população grega também tem fama de se aposentar cedo e não pagar impostos. Recentemente, a diretora-gerente do FMI,Christine Lagarde, pediu aos gregos que parem de tentar evitar os impostos. O endividamento remonta inclusive aos gastos com a Olimpíada de 2004.
Quando opaís entrou na Zona do Euro, os problemas se ampliaram. No final do ano passado, o então presidente francês Nicolas Sarkozy afirmou que a Grécia não estavapreparada para entrar no euro – e que a entrada do país foi um erro. “Mais tarde ficou provado que a Grécia maquiou dados de sua dívida pública paragarantir sua entrada no Euro”, disse Reginaldo Nogueira, coordenador do curso de Relações Internacionais do Ibmec.
A entrada da Grécia na Zona do Euro gerouum boom de otimismo e queda nos juros, dificultando para o investidor a diferenciação das dívidas grega e alemã, por exemplo. “O governo grego aproveitoupara se financiar e não fez ajuste fiscal”, disse Nogueira. Em 2011, o endividamento chegou a 165,3% do PIB.
Crise de 2008
A crise do subprime, em 2008,levou muitos investidores a ficarem relutantes em emprestar dinheiro ao país, que já tinha uma dívida alta. A economia passou a crescer menos, houve quedana arrecadação de impostos e o governo grego precisou aumentar os gastos sociais. “Uma dívida que já era muito alta tornou-se impagável”, disse Nogueira.
tracking img