Crise de 29 - taylorismo e fordismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (252 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Taylorismo e fordismo – o processo de produção americano
No início do século XX, surgiram nos EUA duas importantes revoluções no processo produtivo, com aadoção de dois métodos de organização de trabalho: o taylorismo e o fordismo. O objetivo do taylorismo era atingir a máxima eficiência no processo produtivocom maior economia de tempo. O Taylorismo consistia na sistematização e padronização do trabalho, por meio de uma definição precisa do modo como cada uma dasetapas da produção deveria ser realizada e do tempo que deveria ser dispendido em cada uma delas.
.Henry Ford criou o processo de fabricação por meio dalinha de montagem. O fordismo levou ao extremo a especialização do trabalho. Cada operário passou a executar uma ou duas operações sem sair de seu setor. Essemétodo também foi estendido e generalizado aos outros setores de produção. O fordismo e o taylorismo adaptaram o trabalho humano ao da máquina,transformando-o em uma engrenagem a mais e complementar à linha de montagem. A permanência do operário na fábrica foi substituída pela rotatividade freqüente. O modelo deprodução implantado por Henry Ford foi fundamental à instalação de unidades de produção em outras regiões do mundo, onde a fabricação de mercadorias baseadana montagem em etapas não exigia, em princípio, qualificação de boa parte da mão-de-obra. O aumento da produtividade com a racionalização do trabalho,advinda do taylorismo e do fordismo, mostrou-se surpreendente, indo de encontro às necessidades das empresas capitalistas de aumentarem também os seu lucros.
tracking img