Crimes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6300 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cap. 17: Renascimento cultural.

- Muitos historiadores apontam que, no final da Idade Média, em diversas regiões da Europa, o sistema feudal começou a dar lugar a uma nova ordem política, econômica e cultural. Havia um clima de inquietude intelectual e existencial que se expressou nos campos artísticos, filosófico e científico.

1.0 - Mentalidade Moderna - Uma nova visão de mundo.1.1 - Na Idade Moderna alguns laços dessa estrutura social foram se afrouxando, abrindo espaço para que o indivíduo pudesse emergir.
1.2 - A mentalidade moderna em formação criou brechas para manifestação das individualidades em diversas esferas da vida social.
1.3 - Muitos intelectuais dessa época buscavam explicações racionais para suas indagações, em vez de permanecer com asrespostas orientadas apenas pela fé religiosa.
1.4 -Essa maneira de ver a realidade diminuiu a ênfase no mundo de Deus (teocentrismo) e valorizou uma concepção antropocêntrica (o ser humano como centro).
1.5 - Uma das expressões vigorosas desse novo cenário foi a corrente intelectual denominada Humanismo.

1.0 - Humanismo.

2.6 - O Humanismo, desenvolvido principalmenteentre os séculos XV e XVI, caracteriza-se pela concepção de que o ser humano é criatura e criador do mundo em que vive.
2.7 -Um exemplo significativo dessa concepção humanista pode ser encontrado no livro Discurso sobre a dignidade do homem, do italiano Giovanni Pico Della Mirandola (1463-1494).
2.8 - Com renovado entusiasmo, diversos intelectuais humanistas realizaram estudos danatureza, das artes, das técnicas, buscando a construção de novos conhecimentos.
2.9 - A princípio, o termo humanista referia-se aos intelectuais que, mesmo antes do século XV, preocupavam-se em reformular o ensino universitário tradicional, propondo novos programas de estudos de humanidades, que abrangeriam filosofia, história, poesia, matemática etc.
2.10 - Em pouco tempo, porém, aexpressão humanista ganhou sentido mais amplo, sendo aplicada aos escritores, pintores, arquitetos, professores, estudantes e cientistas que discutiam e questionavam as concepções de sociedade e natureza desenvolvidas, em grande parte, por antigos filósofos e teólogos medievais.
2.11 - As concepções tradicionais reforçavam a submissão do homem a Deus, à orientação da igreja Católica e à tutelana nobreza.

2.0 - O movimento renascentista.

3.12 - Nesse contexto histórico e sob essa inspiração humanista, desenvolveu-se, entre os séculos XV e XVI, um movimento cultural urbano que atingiu principalmente as pessoas mais ricas e com prestígio social das cidades prósperas, como Florença, Veneza e Roma, todas na península Itálica.
3.13 - Esse movimento cultural urbanoficou conhecido como Renascimento ou Renascença.
3.14 - Embora a palavra renascimento não fosse empregada naquela época para definir o movimento cultural, podemos dizer que muitos intelectuais desse período expressaram um desejo de fazer renascer, reviver ou recuperar elementos da cultura Greco-romana.
3.15 - Ora, entre o século XVI e o XV, na verdade, houve uma mudança de equilíbrio; oshumanistas, e com eles os artistas, os artesãos, os homens de ação, substituíram as trilhas já sem perspectiva da especulação medieval por novas exigências, novos impulsos, novos fermentos etc.

3.16 - Aumento da produção cultural.

3.17 - No período do Renascimento, não houve apenas uma mudança na qualidade da obra intelectual, mas também um aumento na qualidade da produçãocultural.

* Desenvolvimento da imprensa - o alemão Johann Gutenberg (1400-1468) desenvolveu o processo de impressão com tipos móveis de metal, o que representou um grande passo para a divulgação da literatura em maior escala.
* Ação dos mecenas - algumas pessoas de grandes posses estimularam e patrocinaram o trabalho de artistas e intelectuais renascentistas.

3.0 - Renascimento...
tracking img