Crime e desvio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1026 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GIDDENS, A. (2005). Sociologia. Porto Alegre: Artmed. Cap.: 8

Anthony Giddens é um sociólogo britânico, renomado por sua ‘Teoria da estruturação’. Considerado por muitos como o mais importante filósofo social inglês contemporâneo, figura de proa do novo trabalhismo britânico e teórico pioneiro da Terceira Via, tem mais de vinte livros publicados ao longo de duas décadas.

Os indivíduos quenão se encaixam naquele conceito que a maioria das pessoas tem de padrões normais de aceitabilidade são chamados desviantes, pois se recusam a viver de acordo com as regras seguidas pela maioria de nós. O conceito e desvio é bem mais amplo do que o de crime, o qual se refere apenas a uma conduta não-conformista que infringe uma lei. Diversas são as abordagens que têm exercido influência dentro dasociologia do desvio: as teorias funcionalistas, as interacionistas, de conflito e de controle. A princípio, acreditava-se que os criminosos podiam ser identificados por certas feições anatômicas e estes eram biologicamente degenerados ou defectivos. Alguns indivíduos podiam ter uma propensão à irritabilidade e à agressividade, o que poderia refletir em crimes com agressão física. Outras teorias,buscam explicações para tal comportamento, dentro do indivíduo e não na sociedade, relacionando aos tipos de personalidade de cada um. Eysenck sugeriu que os estados mentais anormais seriam hereditários e poderiam predispor um indivíduo ao crime, e que isto ainda, desenvolveria uma personalidade amoral ou psicopática. Os psicopatas são pessoas retraídas, que não demonstram emoções e que agemimpulsivamente e raramente experimentam sensações de culpa. Estas teorias, chamadas positivistas por natureza, atribuem a causa essencialmente ao indivíduo, e explicam ainda, somente alguns aspectos do crime, não atingindo o âmbito geral. Já para as teorias funcionalistas, o crime e o desvio são resultados de tensões estruturais e de uma falta de regulação social dentro da sociedade. Para Durkheim, odesvio possui uma função adaptável e promove a manutenção da fronteira entre o “bom” e o “mau” comportamento na sociedade, já para Merton, o desvio é um subproduto das desigualdades econômicas e da falta de oportunidades iguais. Mais tarde, os pesquisadores situaram o desvio em termos de grupos subculturais que adotam normas que encorajam ou recompensam o comportamento criminoso. No ponto de vistainteracionista, o desvio é visto como um fenômeno construído socialmente. Foi vinculado o crime à associação diferencial. Para a compreensão da criminalidade, a teoria da rotulação é de grande importância. Trata o desvio não com um conjunto de características de indivíduos ou de grupos, mas como um processo de interação entre desviantes e não-desviantes. O comportamento desviante é ocomportamento assim rotulado pelas pessoas e não afeta apenas a maneira como os outros veem um indivíduo, mas também influencia o sentido individual do eu. Ele pode tanto coexistir como pode tornar-se central para a identidade de alguém. Os pesquisadores situaram o desvio em termos de grupos subculturais que adotam normas que encorajam ou recompensam o comportamento criminoso. Observaram contradiçõesexistentes dentro da sociedade norte-americana como a principal causa do crime. Cohen defendeu a ideia de que os meninos da classe baixa trabalhadora que estão frustrados com sua situação de vida frequentemente se unem a subculturas delinquentes, como gangues. Devemos ser cautelosos quanto a ideia de que as pessoas que vivem em comunidades mais pobres aspiram ao mesmo nível de sucesso que as pessoas maisricas. Existem pressões em direção à atividade criminosa entre outros grupos também. Em uma sociedade que contem uma variedade de subculturas, alguns ambientes sociais tendem a estimular atividades ilegais, ao passo que outros não. O comportamento criminoso é aprendido dentro de grupos formadores por pessoas de idades ou status semelhantes. Os rótulos que criam categorias de desvio expressam a...
tracking img