Crime e desvio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1012 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE BRASILEIRA
CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

LUISA MEDEIROS CALDEIRA

A DIFERENCA ENTRE CRIME E DESVIO

VITORIA/ES
2012

LUISA MEDEIROS CALDEIRA

A DIFERENÇA ENTRE CRIME E DESVIO

Trabalho apresentado à disciplina Metodologia do Trabalho Científico como pré – requisito parcial para avaliação do Curso em Graduação em Direito.
Orientador: MsC Profª Symone de Deus MirandoGonçalves.

VITORIA/ES
2012
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 4
1.1 PROBLEMA 4
OBJETIVOS 4
1.2.1 Objetivo Geral 4
1.2.2 Objetivos Específicos 4
1.3 JUSTIFICATIVA 5
2 REFERENCIAL TEÓRICO 5
2.1 CONCEITO 5
2.2 RELEVÂNCIA 5
2.3 VANTAGENS E DESVANTAGENS 7
2.4 Como o crime e os desvios são vistos pela sociedade 7


1 INTRODUÇÃO

A maioria dos indivíduos de uma sociedade pressupõe que crimee desvio são sinônimos, e embora muitas vezes se sobreponham o conceito de desvio e muito mais amplo do que o do crime.

1.1 PROBLEMA

Como diferenciar o crime do desvio?


1.2 OBJETIVOS

1.2.1 Objetivo Geral

Diferenciar e conceituar o que é um crime e o que é um desvio.

1.2.2 Objetivos Específicos

- apresentar os conceitos de crime e desvio;

- diferenciar crime e desviodentro de uma sociedade, seguindo suas regras de conduta e leis;

- exemplificar situações que são consideradas crimes e outras que são consideradas desvios a partir da visão sociológica, explicações biológicas e psicológicas apresentando dados e casos.

1.3 JUSTIFICATIVA

A finalidade dessa pesquisa é conscientizar o leitor da mesma das diferenças existentes entre os temas; as causas docomportamento criminoso e desviante dentro da visão de sociólogos que mostram que esses só existem porque a nos seres humanos somos seres socializados que seguimos normas e essas são asseguradas por sansões.

2 REFERENCIAL TEÓRICO

2.1 CONCEITO

O conceito de crime e desvio é subjetivo, uma vez que um pode se relacionar com o outro ou se sobreporem.
Segundo Nélson Hungria: “O crime é umaconduta não conformista que infringe a lei”.
Segundo Giddens, ano, página:
Desvio pode ser definido como uma não conformidade com determinado conjunto de normas que são aceitas por um número significativo de pessoas em uma comunidade ou sociedade. O conceito de desvio é bem mais amplo do que o conceito de crime.
2.2 RELEVÂNCIA

As duas condutas estão presentes na sociedade e a população precisater conhecimento e consciência de seus conceitos e saber distingui-las.

Para Giddens, ano, página: Desvio e crime se diferem, apesar de muitas vezes estarem relacionados. Desvio pode ser considerado um comportamento que difere de um padrão comportamental imposto pela sociedade na qual esse indivíduo vive. Já o crime é conceituado como um desvio de conduta que infringe uma lei.

Exemplos: ummodo inadequado de se vestir em determinado ambiente e um desvio de um padrão imposto pela sociedade, mas não é um crime. Já o ato de se agredir um indivíduo por motivo torpe ou não, é um desvio de conduta, porém devido ao fato de ser um ato prescrito e reprovado em um código de leis, é considerado um crime.

Existem explicações biológicas e psicológicas para justificar ou determinar ocomportamento desviante e o criminoso.

Alguns criminologistas, como por exemplo, Cesare Lombroso (LOMBROSO, 2001, pág. 255), acreditavam que os tipos de criminosos poderiam ser identificados por feições anatômicas, e acreditavam também que indivíduos de determinado porte físico tinham mais tendência de se tornarem delinquentes.Outros determinaram que uma minoria de pessoas pudesse desenvolver umapersonalidade psicopata.

Apontada pela primeira vez em 1941 pelo psiquiatra americano Hervey M. Cleckley, a psicopatia é um conjunto de comportamentos e traços de personalidade específicos. Os psicopatas podem ser definidos como são pessoas impulsivas, que raramente apresentam sensações de culpa e tem grande prazer em violência gratuita.
(The Mask of Sanity, Hervey M. Cleckley, 1941)
Dentro das...
tracking img