Credito rural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 43 (10573 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EVOLUÇÃO DA TAXA DE JUROS REAL DO CRÉDITO RURAL NO BRASIL - PERÍODO DE 1985 A 2003
Carlos José Caetano Bacha* Leonardo Danelon** Egmar Del Bel Filho***

RESUMO
O objetivo deste trabalho é analisar a evolução da taxa de juros real cobrada no crédito rural no período de 1985 a 2003 e calcular o quanto a agropecuária pagou de juros para o sistema bancário. O trabalho coleta as séries de taxas dejuros nominais para cada uma das fontes de recursos disponibilizados para o crédito rural e pondera-as pelos respectivos volumes aplicados de recursos, obtendo a taxa de juros média nominal. Esta última foi, posteriormente, descontada da taxa de inflação para gerar a taxa de juros real. Dois indicadores de inflação são utilizados: o IGP-DI (FGV) e o INPC (IBGE). Como esperado, mudando a medida deinflação, obtêm-se taxas de juros reais distintas. A segunda metade da década de 1980 e os dois primeiros anos da década de 1990 presenciaram taxas de juros reais negativas, mas no restante do período predominaram taxas de juros reais positivas. Considerando o IGP-DI como deflator dos juros nominais, constata-se que, no período de 1985 a 1991, a agropecuária recebeu subsídios de R$ 14,37 bilhões(a preços de agosto de 1994), correspondendo a 4,24% do PIB da agropecuária. No período de 1992 a 2003, a agropecuária pagou juros reais de R$ 8,11 bilhões (a preços de agosto de 1994), correspondendo a 1,52% do PIB da agropecuária. Apesar disso, a agropecuária teve grande crescimento nos últimos 12 anos do período estudado, passando sua participação de 6,2% do PIB brasileiro em 1992 para 9,4% em2003. Palavras-chave: crédito rural, taxa de juros, Brasil.

1 INTRODUÇÃO
Crédito rural são os recursos oferecidos pelo sistema bancário à agropecuária, sendo que parte expressiva desses recursos segue as normas fixadas pelo Sistema Nacional

* ** ***

Professor Titular da Esalq/USP. E-mail: cjcbacha@esalq.usp.br. Bacharel em Ciências Econômicas pela Esalq/USP. E-mail: ldanelon@ig.com.brBacharel em Ciências Econômicas pela Esalq/USP. E-mail: egmarfilho@hotmail.com.

Teor. e Evid. Econ.

Passo Fundo

v. 14

n. 26

p. 43-69

maio 2006

44

Teoria e Evidência Econômica, Passo Fundo, v. 14, n. 26, maio 2005

de Crédito Rural (SNCR), criado em 1965 pela lei nº 4.829. Esta última garante a concessão de crédito à agropecuária a taxas de juros e condições de pagamentosdiferentes das vigentes no mercado livre. Assim, o crédito rural é, potencialmente, um dos mais importantes instrumentos de política agrícola. A agropecuária apresenta condições de produção que implicam maiores riscos que a produção industrial. Além de riscos de preços (advindos de se tomar a decisão de iniciar a produção agropecuária bem antes do período de vendas), os agricultores enfrentam orisco advindo das condições edafo-climáticas, ou seja, eles plantam e não têm certeza do quanto irão colher. Além desses riscos, certos governos podem se interessar em dar um apoio diferenciado ao seu setor agropecuário em razão de questões estratégicas. Esses aspectos justificam a discriminação da política de crédito seletivo e preferencial para os agricultores. Mesquita (1994) ressalta que ocrédito rural visa aumentar a renda líquida das empresas rurais das seguintes maneiras: • compatibilizando flutuações de gastos e receitas: a produção agrícola tem como características ciclos sazonais, já que os insumos são comprados num período (gastos) e os produtos são vendidos noutro período (receitas); • facilitando o ajustamento das empresas às condições econômicas e aumentando a eficiência:mudanças nos preços relativos, exigências de mercado e concorrência exigem, às vezes, a necessidade de que a empresa se adapte no curto-prazo. O crédito pode ser a única solução viável caso a empresa não tenha condições de alterar, com capital próprio, parte da sua estrutura produtiva para torná-la mais competitiva, pela utilização de novos fatores mais modernos; • possibilitando a obtenção de...
tracking img