Crack uma questao social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2700 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL


LUZINETE ORNELAS QUEIROZ















O USO DO CRACK: UM PROBLEMA SOCIAL RESTRITO ÀS METRÓPOLIS?


















Santa Luzia/MG
2012


LUZINETE ORNELAS QUEIROZ
















O USO DO CRACK: UM PROBLEMA SOCIAL RESTRITO ÀS METRÓPOLIS?







Trabalhoapresentado ao Curso Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Psicologia Geral.

Orientador ( a): Lisnéia aparecida Rampazzo.














Santa Luzia/MG

2012

RESUMO


Todos nós temos a consciência da gravidade que a situação da drogadição ao crack chegou ao país. Tamanha é essa gravidade que a cada dia se torna mais urgente encontrar medidasefetivas para solucioná-la.
Este trabalho aborda temas importantes: Como surgiu o crack no Brasil, Como as sociedades estão enfrentando o problema nos dias de hoje. Apoio do Governo Federal aos profissionais dos Centros de Tratamento. Ações de prevenção do uso de drogas, tratamento e reinserção social de usuários, com a participação de familiares e a atenção especial para públicos vulneráveis(crianças, adolescentes e população em situação de rua). Tudo isso numa proposta de permanente integração e articulação entre as áreas de saúde, assistência social, segurança pública, educação, desporto, cultura, direitos humanos e juventude.
Neste trabalho, estão incluídas tanto as situações de risco pessoal e/ou social e violação de direitos, como o uso de crack e de outras drogas. Isso porqueusuários de drogas de vários tipos, inclusive o crack, tem sido presente demanda dos CREAS e de todo o sistema de assistência social no Brasil. Por isso, as várias intervenções são colaborativas dado que essa não é uma questão só de uma pasta, mas do esforço conjunto de todos nós. Para os assistentes sociais que atuam na ponta do sistema, esses, devem manter esforços, dedicação e perseverança. Emparceria com o governo, os profissionais da área de saúde têm um grande desafio, mas trabalhando juntos poderemos vencer a luta contra as drogas.


















SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................5

2 – CRACK EVIOLÊNCIA.....................................................................................................5
2.1 - PERFIL DOS USUÁRIOS DE CRACK...........................................................................6
2.2 - EFEITOS NO ORGNISMO...............................................................................................7
2.3 - PLANOS INTEGRADOS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK..................................8
2.4 - SISTEMA DE TRATAMENTOPÚBLICO......................................................................8
2.5 - REFERÊNCIAS DE ATENÇÃO EM REDES.................................................................9


3 - CONCLUSÃO....................................................................................................................11


REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS.................................................................................12


































1 - INTRODUÇÃO

O crack é uma droga nova, a entrada do crack no país foi no máximo há dez anos, e só de seis anos para cá que começou a ocorrer apreensões de quantidades significativas; o crack tem uma expansão muito rápida pelas próprias características da droga, é uma droga que faz umefeito rápido, é uma droga potente e que o efeito também cessa rápido, por isso o usuário se vê na necessidade de fumá-lo novamente, fazer uma nova ingestão, por via aérea, com mais rapidez e isso aumenta o consumo
As formas fumadas fazem efeito mais rápido e mais breve do que se a cocaína for cheirada. Os sintomas clínicos e toxicológicos das formas fumadas são semelhantes entre...
tracking img