Crítica a nova es

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
cola
[pic]
Aluna: Renata Valentim Silva Cardoso Matrícula: 200801042677
Disciplina: Filosofia da Educação Brasileira Professor: Luiz Carlos Perez
Trabalho: Criticas aEscola Nova

*A falsa crença da escola nova.
Os métodos tradicionais são remetidos para a Idade Media, e, portanto, para um caráter pré-científico, e mesmo anticientífico, ou seja, dogmático. Ora, noentanto, essa crença que a Escola Nova propaga é uma crença totalmente falsa, o chamado ensino tradicional não é pré-científico e muito menos medieval.

*Ensino não é pesquisa.
Vejam que com essamaneira de interpretar a educação, a Nova Escola acabou por dissolver a diferença entre pesquisa e ensino, sem se dar conta de que assim fazendo, ao mesmo tempo em que o ensino era empobrecidoinviabilializava-se também a pesquisa.

*A escola nova não é democrática
Como a Pedagogia Nova precisava de um ambiente rico para a sua implantação ficou restrita, na prática, a algumas experiências apenas.A proposta do movimento da escola nova, ao fim de tudo, colabora para rebaixar o nível da aprendizagem e do ensino, pois retirou a centralidade do processo no professor que sabia e jogou para oaluno, que não tinha condições de adquirir o saber.

* Escola nova: a hegemonia da classe dominante
As características da democracia atual com suas classes dominantes e dominadas reforça a escola comoaparelho ideológico do Estado. Apesar das lutas destas classes, as chances de vitórias são pequenas. A dominação burguesa, através daqueles que conseguiram algum sucesso e ocupam altas posiçõesadministrativas, possuem fortes instrumentos de repressão contra eventuais e tímidos protestos da classe dominada.

Conclusão:
Em quanto à escola manter a sua inércia quanto aos problemas sociais épermanecer como aparelho ideológico e reprodutivo do estado, as transformações sociais estarão cada vez mais distante da nossa realidade. As teses tradicionalistas e tecnicistas, do ensino centrado...
tracking img