Cotas raciais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2350 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDAD EVANGÉLICA DEL PARAGUAY
WLADIMYR DE ALENCAR CARVALHO DE GUSMÃO











Sistema de Cotas Raciais no Ensino Superior do Curso de Direito da Universidade Federal de Pernambuco, reparação ou novo erro?







WLADIMYR DE ALENCAR CARVALHO DE GUSMÃO
PROF: DRA. GRAÇA ATAÍDE







Carpina
2012

WLADIMYR DE ALENCAR CARVALHO DE GUSMÃOSistema de Cotas Raciais no Ensino Superior do Curso de Direito da Universidade Federal de Pernambuco, reparação ou novo erro?





Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado em Ciências da Educação da Universidade Evangélica del Paraguay, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Ciências da Educação.Orientador: Prof. Dra. Graça Ataíde.
Co-orientador: Prof. Edilúcia Trajano.

Carpina
2012


WLADIMYR DE ALENCAR CARVALHO DE GUSMÃO









Sistema de Cotas Raciais no Ensino Superior do Curso de Direito da Universidade Federal de Pernambuco, reparação ou novo erro?





Esta dissertação foi julgada adequada à obtenção do título de Mestre em Ciências da Educação.Carpina, (dia) de (mês) de (ano da defesa).

______________________________________________________
Professor e orientador Graça Ataíde, Dr.
Universidade Evangélica do Paraguai

______________________________________________________
Prof. Nome do Professor, Dr.
Universidade...

______________________________________________________
Prof. Nome do Professor, Dr.
Universidade do Sulde Santa Catarina



























Dedico esta dissertação a minha família, amigos e namorada e sua família, pois todos me ajudaram em cada passo desta minha caminhada.

AGRADECIMENTOS
Agradeço aos professores e colegas de curso, pois sem eles nada do que está sendo trabalhado nesta dissertação poderia está sendo escrito, pois dos professores vieram oconhecimento, dos colegas a motivação para poder continuar essa trajetória.

Tema

Sistema de Cotas Raciais no Ensino Superior do Curso de Direito da Universidade Federal de Pernambuco, reparação ou novo erro?

Problematização

O ensino superior público brasileiro, vem sofrendo algumas mutações em sua estrutura de ensino e de acesso.
Desde sua criação, o acesso ao ensino público brasileirovem se modificando, no inicio as universidades públicas eram restritas aos alunos das principais escolas brasileiras, as mais tradicionais, após isso, em 1911 um político chamado Rivadávia da Cunha Corrêa, criou o primeiro vestibular, que visa selecionar os alunos mais bem preparados para ter o acesso ao tão sonhado curso superior de uma universidade pública federal. Porém com a criação da lei decotas raciais, mais recentemente, o concurso vestibular, sofreu algumas modificações, como por exemplo, as avaliações das provas que dão acesso à universidade, após a criação do sistema de cotas, acabaram beneficiando os alunos de etnia negra, índia ou mestiça, com a explicação de que esta atitude vem com o intuito de reparar os erros cometidos contra essas raças no passado.

Devido aessas mudanças levanta-se os seguintes questionamentos:

1. Como podemos beneficiar uma raça, se somos todos humanos, iguais em capacidade e aprendizado, e somos protegidos pela Constituição Federal, quando seu texto diz que todos são iguais, conforme descrito abaixo:

a. Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeirosresidentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;


2. Será que as cotas são mais um erro, já que existem diferenças das notas de acesso a universidade pública, para alunos destas raças?
3. Porque favorecer uma raça,...
tracking img