Corrosão do ferro experimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1623 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE OSWALDO CRUZ
Curso de Química

CORROSÃO DO FERRO

Nome

Profa. xxxxxxxxxxxx

São Paulo
2011

OBJETIVO

Verificar a transformação da matéria através do contato com o oxigênio (oxidação).

INTRODUÇÃO

O ferro sempre contém pequenas quantidades de impurezas. Admite-se então que o ferro de lado, e as impurezas de outro funciona como 2 pólos de uma pilha.
Naformação da ferrugem a presença de ar e umidade são fundamentais, pois fazem parte da reação. Não ocorre na presença de água sem oxigênio, nem na presença de oxigênio sem água.

Oxidação do Ferro (ânodo) Redução do Oxigênio (cátodo)
Fe(s) Fe+2 + 2 é O2 + 2 H2O + 4 é 4 OH-

Equação Global: dois Fe + O2 + H2O2 Fe(OH)2
O Fe(OH)2 é normalmente oxidado a Fe(OH)3

REVISÃO DE LITERATURA

Ferro (Fe)
Elemento metálico de transição, prateado, maleável e dúctil. Z = 26, configuração eletrônica: [Ar] 4s² 3d6, MA = 55,847, d = 7,87 g.cm-3, PF = 1535ºC, PE = 2750ºC. As principais fontes são os minérios hematita (Fe2O3), magnetita (Fe3O4), limonita(FeO(OH)nH2O), ilmenita (FeTiO3),siderita (FeCO3) e pirita (FeS2). O metal é fundido em ambiente redutor em forno e depois é processado para obtenção de ferro e de vários tipos de aço. O elemento puro tem 3 formas cristalinas: o ferro-alfa estável abaixo de 906ºC, com estrutura cúbica de corpo centrado; o ferro-gama estável entre 906ºC e 1403ºC com estrutura não magnética, cúbica de faces centradas; o ferro-delta com estruturacúbica de corpo centrado, acima de 1403ºC. O ferro-alfa é ferromagnético até a sua temperatura de Curie (768ºC). O elemento tem nove isótopos (números de massa de 52 a 60) e é o quarto mais abundante na crosta terrestre.
O ferro é muito reativo sendo oxidado pelo ar úmido, deslocando o hidrogênio de ácidos diluídos e se combinando com elementos não metálicos. Forma sais iônicos e numerososcomplexos nos estados de oxidação +2 e +3. O ferro (IV) existe no íon ferrato, FeO42-. Também forma complexos no estado de oxidação zero, por exemplo, Fe(CO)5.
O enferrujamento do ferro é um caso particular de corrosão, sendo de grande interesse prático. O processo é bastante complexo, mas uma explicação simplificada é a de considerar a conversão de átomos de Fe em íons Fe2+ e elétrons.Para impedir a corrosão, devem estar ausentes de O2, H2O e as impurezas.

MATERIAS E REAGENTES

• 3 tubos de ensaio
• Estante para tubos de ensaio
• 3 pregos ou barras de ferro pequenas
• Água filtrada
• Óleo
• Caneta para identificar os tubos

ESQUEMA DE APARELHAGEM

PROCEDIMENTO

Numeramos os tubos de ensaio (1, 2 e 3), colocamos nome neles e fizemos o seguinte:
1º Tubo -Colocamos um prego e cubrimos com água filtrada.
2º Tubo - Colocamos um prego, cubrimos com água filtrada e depois adicionamos óleo, até que este forma-se uma segunda fase de aproximadamente 1,5 cm no tubo.
3º Tubo - Colocamos o ultimo prego e não adicionamos nada junto a ele.
Os tubos ficaram por uma semana no laboratório sem mexer e depois de uma semana, fizemos uma análise do que aconteceucom os pregos.

DISCUSSÃO DOS RESULTADOS

Para verificarmos os fenômenos de sublimação e ressublimação do Iodo, utilizamos um béquer, um vidro de relógio, uma pequena quantia de Iodo e o bico de Bunsen.
Colocamos o Iodo no béquer e fechamos com o vidro de relógio, onde o mesmo foi aquecido com o bico de Busen. Notamos que ao passar de alguns minutos a béquer ficou com uma fumaça roxa, o quesignificou o desprendimento do gás ou seja a passagem do estado sólido do Iodo para seu estado gasoso. A partir desse momento desligamos o bico de Bunsen e o béquer foi esfriando, onde começou apresentar um odor forte e alguns pontos pretos na parte superior da parede do béquer e na superfície da placa de relógio, pois a superfície era mais fria que o fundo do béquer, esses pontos tinham uma...
tracking img