Correntes filosoficas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1044 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CORRENTES OU CONCEPÇOES FILOSÓFICAS
A. CONCEPÇÃO DE HOMEM: Existencialismo, materialismo, irracionalismo. B. CONHECIMENTO: empirismo. Racionalismo, pragmatismo, relativismo, ceticismo, positivismo,

1. RACIONALISMO / IDEALISMO (Platão, Descartes, Hegel, Leibniz...).     Absoluta confiança na razão, único critério de verdade. A verdade é possível de ser alcançada na medida em que se permanecenuma atividade intramental “As perguntas às quais a filosofia não responde deve-se responder que elas não devem ser propostas daquele modo” (Hegel) “O real é racional” (Hegel)

2. MATERIALISMO (Karl Marx)    “Não é a consciência dos homens que determina a sua consciência, mas ao contrário, é o seu ser social que determina a sua consciência” (Marx). “Nós conhecemos somente uma ciência, a ciênciada história” (Marx e engels). O homem não é o seu pensamento (idealismo), mas sua relação social. É o meio (matéria) que faz o homem.

3. IRRACIONALISMO (Darwin, Freud, Schopenhauer, Nietzsche).       O irracionalismo enfatiza o papel do instinto, do sentimento e da vontade, em oposição à razão. Ontologicamente, o mundo não tem estrutura racional, sentido ou propósito. Epistemologicamente,a razão é incapaz de apreender o universo sem distorções. Sob a influência de Darwin e, mais tarde, de Freud, o irracionalismo começou por explorar as raízes biológicas e inconscientes da experiência humana. Para Schopenhauer, típico irracionalista do século XIX, o voluntarismo -- vontade cega e sem sentido a permear a existência -- expressava a essência da realidade. Charles Sanders Peirce eWilliam James acreditavam que as idéias deveriam ser consideradas não em termos lógicos, mas segundo seus resultados práticos, ao serem transformadas em ação.

Citações: “A existência do homem real não se reduz à existência conceitual. A história é trágico destino". “A vida é dor e a história é cego acaso. Não é a razão que domina a história e a vida dos homens, mas sim a vontade cega” (Shopenhauer).“O conceito de coisa é contraditório: toda coisa é uma e múltipla. O eu não é aquele dado sólido que os idealistas inserem na base do sistema. O eu é problemático”. “O tender se vê sempre impelido, está sempre em luta, sendo, portanto, sempre um sofrer”. “Dos sete dias da semana, seis são de dor e necessidade, um é de tédio”. “A dor e a tragédia não são somente a essência da vida dos indivíduos, mastambém a essência da história e de toda a humanidade”. 4. PRAGMATISMO     O critério adotado para a construção das teorias deve ser o da maior utilidade possível para as necessidades e interesses humanos. O conhecimento é concebido como essencialmente modificador da realidade O eixo central da teoria pragmatista é a ênfase na utilidade "prática" da filosofia. O critério de verdade está nosefeitos e consequências de uma ideia, em sua eficácia, em seu êxito, no que depende, portanto, da concretização dos resultados que espera obter.



O movimento pragmatista propriamente dito teve origem nos Estados Unidos, no final do século XIX, com: Charles Sanders Peirce, William James, Ferdinand Canning Scott Schiller e John Dewey.

5. RELATIVISMO     A questão do relativismo éprovavelmente tão velha quanto a própria filosofia e discuti-la é discutir o próprio empreendimento filosófico. Afinal, não foi contra o relativismo dos sofistas que a filosofia tomou seus contornos que permanecem até hoje? O relativismo sempre foi uma ameaça à segurança que muitos depositavam na razão e na sua capacidade de estabelecer verdades e valores. O relativista abandona a metafísica, pois todaverdade é sempre uma verdade para uma determinada cultura. Protágoras, ao defender a tese de que “o homem é medida de todas as coisas, parece comprometido com a tese relativista de que tudo é relativo à pessoa que julga e que todas as opiniões são verdadeiras na medida em que elas aparecem de determinada maneira para cada um”. Fiel ao pragmatismo, proporá como critério da melhor teoria a maior...
tracking img