Corpos de passagem!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (401 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CORPOS DE PASSAGEM

Mayara A.C . *

No livro corpos de passagem de Denise Bernuzzi Sant'Anna, a autora relata como se vê o corpo e como o corpo é visto. Resultam sobre a valorização do corpohumano, acompanhada pela exploração comercial. Expressam os limites do imperativo da beleza e da saude, assim como o corpo herdado e imposto ao corpo reconstruido da biogenética e remoldado dasacademias. Nossos corpos nos pertencem, mas não são propriedades nossas, pois eles nos ultrapassam. Eles são vistos como consumidores vorazes de novidades, são incorporados pela ideologia, pelo mercado. Onosso corpo é um objeto de experimentações. Os orgãos passaram a não ter mais importancia, sendo apenas simples estruturas anatômicas, e a alma perdeu o seu valor devido a divisão entre o corpo e a mesma.Quando a autora fala em corpos de passagem, ela quer dizer que os corpos nada mais são que uma passagem-sem-rito diante da exploração comercial e das tecnologias impostas a ele. Já a ideia depassagem é uma mudança de um estado para o outro, afetando os corpos e carater daquilo que é subjetivo, a ideia de passagem também é um modo de encarar a vida como devir.
O ponto principal da minhapesquisa diante desse relato acima foi a exploração comercial do corpo. O corpo não tem mais valor, hoje ele é um objeto de experimentações das tecnologias avançadas, é um consumidor incorporado pelaideologia e mercado. O corpo e alma foram divididos, a alma não tem mais valor e está perdida. É impressionante a maneira como as pessoas enxergam e têm ideia do corpo. Para maioria deles o corpo nãopassa de um objeto da beleza fisica que pode ser moldada e reconstruida a qualquer momento com o avanço da tecnologia que nos faz perder o valor que temos do corpo. Os seres humanos nunca estãosatisfeitos com o corpo que têm, sempre querem mudar algo, querem consumir coisas novas, querem está no padrão de estética imposto pela ideologia, mercado e sociedade, são escravos da aparencia e exploração...
tracking img