Cooperativismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4601 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 10
1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO COOPERATIVISMO 11
2. COOPERATIVISMO NO BRASIL 12
2.1 A primeira lei voltada para o cooperativismo no Brasil 13
3. CONCEITO DE COOPERATIVISMO 14
4. PRINCÍPIOS DO COOPERATIVISMO 15
5. DEFINIÇÃO DE COOPERATIVA 17
6. CLASSIFICAÇÃO DAS COOPERATIVAS 18
6.1. Tipos de Cooperativas 18
6.1.1. Cooperativas Agropecuárias 18
7.1.2 Cooperativas deConsumo 19
7.1.3 Cooperativas de Crédito 19
7.1.4 Cooperativas Educacionais 19
7.1.5 Cooperativas de Habitação 20
7.1.6 Cooperativas de Saúde 20
7.1.7 Cooperativas de Serviço 21
7.1.8 Cooperativas de Produção 21
7.1.9 Cooperativas Especiais 21
7.1.10 Cooperativas de Infraestrutura 22
7.1.11 Cooperativas de Mineração 22
8 COMO FUNCIONAM AS COOPERATIVAS 23
9 COOPERADOS 24
9.1 Direitosdos cooperados 25
9.2 Deveres dos cooperados 25
9.3 Participação econômica dos sócios 25
10. DIFERENÇA ENTRE COOPERATIVA E ASSOCIAÇÃO 26
11. BENEFÍCIOS E VANTAGENS DE SER UM COOPERADO 27
12. CONCLUSÃO 28
13. REFERENCIAS BIBLÍOGRÁFICAS 29




INTRODUÇÃO





Com o desenvolvimento do Cooperativismo em meio a Revolução Industrial em meados do século XIX e em uma época emque os operários não tinham nenhum reconhecimento ou beneficio como trabalhador, -em sua maioria tecelões- se organizaram e criaram uma cooperativa de consumo com princípios próprios e valores humanos que são reconhecidos e considerados, até hoje a base do cooperativismo autêntico. Princípios estes que são fixados pela Aliança Cooperativa Internacional – ACI.
O principal objetivo destetrabalho é mostrar o que é o cooperativismo, a sua evolução histórica, como ele funciona, quais os benefícios oferecidos aos sócios, dentre outras características das cooperativas como, os tipos de cooperativas existentes e os direitos e deveres de um associado, já que em uma cooperativa os sócios têm participação ativa nas tomadas de decisões.
Com o grande disparate nos avançostecnológicos e econômicos, o crescimento do número de cooperativas nos últimos dez anos aumentou consideravelmente, ingressando mais de 3.600 cooperativas no mercado de trabalho associado.



















EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO COOPERATIVISMO



O pai do Cooperativismo é Robert Owen, nascido em Newton, em 1771, cujo pioneirismo ocorreu na aldeia Rochdale, condado deLancashire, na Inglaterra, em 1844. A Aliança Cooperativa Internacional – ACI – considera como marco do nascimento do cooperativismo a união dos 28 tecelões de Rochdale, Inglaterra.
Naquela ocasião, ano de 1844, em meio à Revolução Industrial, onde as condições de trabalho degradantes castigavam o operariado, 28 tecelões se organizaram e criaram uma cooperativa de consumo nos moldes quea conhecemos hoje (Rochdale Society of Equitable Pioneer). Tal organização seria regida por princípios próprios, balizadas por valores do ser humano e na democracia como solução dos problemas.




“O cooperativismo é algo tão importante e singular que não se pode aceitar a ideia de as cooperativas serem transformadas em partidos políticos, em grêmios estudantis, eminstrumento corporativista, em sindicatos, em consórcios, em agências de governo ou mesmo em meras casas comerciais, apenas para citar alguns exemplos do uso inadequado.” Ressalta Nascimento (2000, p. 11 apud SILVA, 2004),




O cooperativismo evoluiu e conquistou um espaço próprio, definido por uma nova forma de pensar o homem, o trabalho e o desenvolvimento social. Por sua forma igualitáriae social o cooperativismo é aceito por todos os governos e reconhecido como fórmula democrática para a solução de problemas sócio-econômicos e de libertação do trabalhador dos vínculos patrimoniais.





COOPERATIVISMO NO BRASIL


No Brasil, as primeiras experiências de cooperativismo vieram por meio de ações de padres jesuítas no sul do país no início do século XVII....
tracking img