Cooperativismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1363 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
FACULDADE DE TECNOLOGIA CÉSAR LATTES




RELATÓRIO
COOPERATIVISMO

















Itu
Maio 2011
RELATÓRIO
COOPERATIVISMO













Trabalho de Cooperativas Educacionais da disciplina de Cooperativismo, sob orientação do professor Francisco Carlos Damiatti.










Faculdade de Tecnologia CésarLattes
Itu – 12/05/2011

SUMÁRIO




INTRODUÇÃO p.4

COOPERATIVAS EDUCACIONAIS p.5



1. COMPOSIÇÃO DAS COOPERATIVAS EDUCACIONAIS p.5
2. PAPEL DA COOP. EDUCACIONAL E SEUS OBJETIVOS p.6


HISTÓRICO DAS COOPERATIVAS EDUCACIONAIS BRASILEIRA. p.7
1. CLASSIFICAÇÃO DAS COOPERATIVAS EDUCACIONAIS p.7


CONCLUSÃO p.9INTRODUÇÃO




Neste relatório iremos apresentar dentro do tema Cooperativismo, uma abordagem sobre Cooperativas Educacionais, onde o foco esta voltado para um ensino de qualidade e menos oneroso, sendo resultante da Associação de Pais descontentes com o Ensino Publico e das mensalidades exorbitantes dos particulares e não menos deficitário, pontuando os principaisobjetivos a serem alcançados.




















2 COOPERATIVAS EDUCACIONAIS


COMPOSIÇÃO DAS COOPERATIVAS EDUCACIONAIS


As escolas cooperativas são regidas pela Lei Federal nº 2.764/71. As pessoas, os pais, interessados em formar uma cooperativa educacional, devem valer-se dos seguintes requisitos:
Constituir, pelo menos, 20 pessoas que pagam a cota-parte,formando o capital da cooperativa. Essas pessoas farão parte da assembleia, que elegerá o conselho administrativo e o conselho fiscal da cooperativa, ambos com mandato de dois anos. Cria-se o estatuto da cooperativa, registra-o na Junta Comercial e na Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp) ou do Estado correspondente. Uma equipe de educadores, que também pode ser outracooperativa, é contratada para executar a linha pedagógica, já escolhida pelos pais.

As escolas cooperativas, no Brasil, iniciaram-se na década de 90. Há, atualmente, no País 625 escolas cooperativas filiadas à Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). No Estado de São Paulo, são 55, a maioria funcionando no interior. Em 1992, existiam apenas quatro cooperativas educacionais no Estado de São Paulo,mas o sucesso dessa organização tem ensejado a sua evolução. Elas despontam em razão do descontentamento com o ensino público, com o particular, no aumento das suas mensalidades, e nos últimos cinco anos cresceram cerca de 80%.




.

PAPEL DA COOPERATIVA EDUCACIONAL E SEUS OBJETIVOS

Tipo de empreendimento educacional destinado a oferecer educação formal aos cooperados,seus filhos e outros dependentes, assim como às pessoas da sociedade. Garantida financeiramente por intermédio de determinada empresa cooperativa (entidade mantenedora) criada com tal finalidade, de forma que não incentive e vise a lucro, muito menos extraia mais-valia por meio das atividades escolares e culturais que venha a desenvolver, com gestão administrativo-pedagógica participativa e coletivados associados. Devendo possuir projeto político pedagógico (contendo filosofia definida, objetivos educacionais, níveis de ensino a serem oferecidos), proposta pedagógica (com proposição de uma educação alternativa e pautada nos valores cooperativismo) e projeto de viabilidade econômica e administrativa (claro e exequível).
O objetivo da criação de cooperativas educacionais deu-sepela necessidade de ofertar ensino formal regular em condições econômicas e financeiras adequadas às condições socioeconômicas de um grupo de famílias de classe média que até então tinham seus filhos frequentando escolas particulares. O processo foi desestimulado no período da ditadura militar devido a pouca liberdade para a consecução de projetos associativos, principalmente de caráter...
tracking img