Convento de mafra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5055 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituto Politécnico de Lisboa
Escola Superior de Educação
Licenciatura de Animação Sociocultural

Convento de Mafra

Unidade Curricular de Património Histórico, Artístico e Cultural
Ano Lectivo 2009/2010

Docentes:
Ângela
Graça Carvalho

Discentes:
Joana Fernandes nº2008415
Sara Paiva nº2008421
Susana Rosa nº2008155

Índice

Introdução

O presente trabalho foi elaborado apedidos das docentes Graça Carvalho e Ângela ________, que leccionam a Unidade Curricular de Património Histórico, Artístico e Cultural, inserindo-se esta na licenciatura de Animação Sociocultural.
O respectivo trabalho escrito visa dar a conhecer a história do grande monumento que é o Convento de Mafra, bem como toda a arte que neste se encontra, podendo assim exibir tão tamanha grandiosidadeexistente neste espaço.

Contextualização histórica

Convento de Nossa Senhora e de Santo António de Mafra

O Convento de Mafra é o mais imponente exemplo do barroco setecentista em Portugal, dando uma boa percepção da época. O Palácio / Convento de Mafra é um monumento de importância arquitectónica, histórica e culturais reconhecidas, constituindo um edifício de grande beleza, testemunhodo século XVIII em Portugal, período em que foi construído a mando de D. João V.
Em 1147, Mafra é conquistada aos Mouros por D. Afonso Henriques, e em 1189 a vila é doada pelo Rei D. Sancho I ao Bispo de Silves, D. Nicolau, que no ano seguinte lhe confere o primeiro foral.
O convento de Mafra evoca a história portuguesa do reinado de D. João V (1706 a 1750), a época por excelência dacorte em Portugal, que procura reproduzir o luxo, a grandeza e todo o esplendor da corte francesa do Rei Sol, Luís XIV.
O reinado de D. João V constitui uma continuidade da política absolutista, todo o luxo e ostentação exibidos pela corte eram alimentados pelas enormes remessas de ouro vindas do Brasil, local que auferia toda a atenção do monarca.
O poder absoluto e o iluminismo que marcam oSéculo das Luzes vão moldar mentalidades e gostos estéticos.
A Inquisição reforça, nesta época, o seu poder que se estende a todos os sectores da sociedade, com o objectivo primordial de travar estas novas ideologias. Ao Tribunal do Santo Ofício cabia o julgamento de vários tipos de crime, e os autos-de-fé constituíam a melhor forma de exibir o poder inquisitório.

Em Portugal, D. João Vfazia-se rodear por diplomatas intelectuais estrangeirados, e deixava-se influenciar pela riqueza vinda do Brasil, pois foi graças à descoberta de jazidas de ouro que o rei conseguiu ultrapassar os problemas financeiros do país, levando-o a “investir” no luxo das Igrejas e dos palácios.
D. João V adquire o cognome de “o Magnânimo”, devido às suas grandes obras no campo da arte, da ciência e daliteratura. A este rei deve-se a construção do convento de Mafra; o aqueduto das Águas Livres de Lisboa; a Real Academia Portuguesa de História e a introdução da ópera Italiana entre outros.
D. João V é aclamado rei a 1 de Janeiro de 1707, quando a economia portuguesa se encontrava degradada e Portugal estava envolvido na Guerra da Sucessão de Espanha.
Em 9 de Julho de 1708 casa comD. Maria Ana de Áustria. No entanto, a vida sentimental de D. João V está marcada pelas relações com a madre Paula do convento, com quem se envolve 20 anos e tem um filho (infante D. José, que chega a ser inquisidor-mor); com D. Madalena de Miranda (freira do mesmo convento), tendo com esta um filho chamado D. Gaspar, mais tarde arcebispo de Braga; e com uma francesa de quem nasce o infante D.António.
Enquanto o rei se ocupava com fugas sentimentais e se encarregava de esbanjar a riqueza nacional para promover o seu prestígio, a inquisição preocupava-se em manter a ordem religiosa e moral, alargando a sua acção aos campos culturais, sociais e políticos. Assim, para além de perseguir hereges e cristãos novos, também perseguia intelectuais que fugiam para a Europa culta.
O...
tracking img