contrato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de fevereiro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
CONTRAIR CRÉDITO
O recurso ao crédito permite comprar certos bens que de outra forma não seria possível. Mas recorrer ao crédito é uma opção que deve ser ponderada caso a caso e ocorrer apenas em situações indispensáveis.

Caso se decida recorrer ao crédito, é importante escolher o tipo de crédito mais adequado à finalidade a que ele se destina.
As principais categorias de crédito são asseguintes:
crédito à habitação,
crédito pessoal,
crédito automóvel (incluindo a locação financeira ou leasing, o aluguer de longa duração ou o renting),
cartão de crédito,
facilidade de descoberto,
ultrapassagem de crédito,
Uma vez contratado um ou mais créditos, é importante fazer uma gestão prudente das dívidas para evitar situações de incumprimento ou de risco de incumprimento.

Caso odevedor deixe de pagar as prestações à instituição de crédito, o fiador do contrato vai ter de pagar essas prestações e pode, em caso de não pagamento, ver o seu património penhorado.
CRÉDITO À HABITAÇÃO
Esta compra implica muitas vezes a contratação de um crédito à habitação junto de uma instituição de crédito.

Trata-se de um compromisso financeiro muito importante que terá impacto noorçamento durante vários anos.
O crédito à habitação pode ser contratado para adquirir, construir ou realizar obras numa habitação própria permanente, numa habitação secundária ou destinada ao arrendamento. Permite também adquirir terrenos para construção de habitação própria.

CONTRATAR UM CRÉDITO À HABITAÇÃO
A taxa de esforço permite calcular qual é a percentagem do rendimento mensal que vai serutilizada para fazer face aos compromissos financeiros, dos quais passará a fazer parte o empréstimo à habitação.
No caso de empréstimos com taxa de juro variável é importante ter presente que a prestação pode aumentar durante a vida do empréstimo, se a taxa Euribor subir. A taxa de esforço não deve ser muito elevada para poder acomodar eventuais aumentos no montante da prestação a pagar.
O custode diferentes créditos à habitação deve ser comparado com base na taxa anual efetiva (TAE), para empréstimos com idênticas características.
REGIMES DE CRÉDITO À HABITAÇÃO
A maioria dos contratos de crédito à habitação segue o chamado regime geral. 

O regime geral de crédito à habitação destina-se às pessoas que pedem dinheiro emprestado para comprar, construir ou fazer obras na casa em quevivem permanentemente, numa habitação secundária ou destinada a arrendamento, ou para adquirir um terreno para construção. 

PRAZO DE REEMBOLSO DO EMPRÉSTIMO
Quanto mais curto for o prazo para reembolsar o empréstimo, maior a parcela do capital que o cliente terá de pagar todos os meses para devolver a totalidade do empréstimo. Deste modo, tudo o resto igual, a prestação do crédito será maiselevada. Porém, como o empréstimo é reembolsado mais depressa, no final o cliente acaba por pagar um montante de juros mais reduzido.

Num empréstimo com um prazo de reembolso mais longo, o cliente tem mais tempo para devolver o valor do empréstimo, pelo que a parcela do capital pago todos os meses é menor. Assim, tudo o resto igual, a prestação do crédito é mais baixa. Mas como o empréstimo éreembolsado mais lentamente, no final o cliente acaba por pagar um montante de juros mais elevado.    

RENEGOCIAR O CRÉDITO À HABITAÇÃO
uma revisão dos termos do contrato do empréstimo celebrado com a instituição de crédito, o que pressupõe o acordo das partes que o assinaram: cliente e instituição de crédito.

A instituição de crédito não pode fazer depender a renegociação das condições docrédito à habitação da aquisição de outros produtos ou serviços financeiros.

Caso a instituição de crédito dê o seu acordo à renegociação, não pode cobrar qualquer comissão pelas alterações ao contrato que tenham sido acordadas.
CRÉDITO PESSOAL
Esta modalidade de crédito enquadra-se no designado regime do crédito aos consumidores, que estabelece um conjunto de normas que as instituições devem...
tracking img