Contrato social da empresa controladora

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2144 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Contrato Social da Empresa Controladora

José Roberto Alvez, brasileiro, solteiro, empresario, 41.000.543-7, 321.564.666-87, Rua: Jesus Cristo de Nazaré numero 67, bairro Jd limeira cep:05365-876 sp, (nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, endereço), e Carlos Freitas Souza, brasileiro, solteiro, consultor, 78.544.322-3, 423.543.323-54, Avenida Presidente Prudente, numero: 898, bairroJd California cep:02343-543 sp, (nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, endereço), tem entre si, justo e combinado a constituição de uma sociedade por cotas de responsabilidade limitada, que se regerá elas seguintes cláusulas:

Cláusula primeira – A sociedade girará sob a denominação social de Delicia Buffet ltda, e terá sua sede à domicilio na rua Ipiranga , n°900, bairro centro, emSP, estado São Paulo, e cep:09878-765 (art. 997, II, CC/2002).

Cláusula segunda – A sociedade terá sua sede rua Ipiranga , n°900, bairro centro, em SP, estado São Paulo, e cep:09878-765 . Podendo estabelecer filiais ou sucursais em qualquer ponto do território nacional.

Cláusula terceira – O objetivo da sociedade será a participação em outras sociedades como acionistas ou quotistas.Cláusula quarta – O capital social será de R$ 50.000 (cinquenta mil reais) dividido em R$ 5,00(cinco reais )quotas de R$ 25.000 (vinte e cinco mil reais ) cada uma, totalmente integralizado neste ato em moeda corrente nacional, e assim distribuído entre ambos os sócios:

cotas 25.000 R$ 25.000

cotas 25.000 R$ 25.000Cláusula quinta – A responsabilidade dos sócios é limitada a importância total do capital social, conforme determinada a Lei 3.708.

Cláusula sexta – O prazo de duração é cinco anos. com início de atividades em 24/09/2012

Cláusula sétima – A gerência da sociedade será exercida pelo sócio Carlos Freitas Souza , o qual será incumbido de todas asoperações, e representará a sociedade passiva e ativa, judicial e extra-judicialmente.

Cláusula oitava – O sócio gerente terá direito a uma retirada a título pró-labore que será em até o máximo permitido pela legislação em vigor do Imposto de Renda.

Cláusula nona – Fica facultado ao sócio gerente a nomeação de procuradores, para determinado período, sendo especificado do instrumento deprocuração todos os atos a serem praticados pelos procuradores. Executa-se ao prazo determinado a procuração ad-judícia que poderá ser por prazo indeterminado.

Cláusula décima - Os poderes de comprar, vender, hipotecar, ou de qualquer outro modo de alienar ou gravar bens imóveis, móveis, ações ou cotas, em nome da sociedade, serão exercidos pelos sócio em conjunto, podendo ser representados porprocuradores com poderes específicos.

Cláusula décima-primeira – São expressamente vedados, sendo nulos e inoperantes com relação a sociedade, os atos de qualquer dos sócios, sócio gerente, procuradores ou funcionários que a envolverem em obrigações ou operações estranhas aos objetivos sociais, tais como finanças, avais, endossos, ou quaisquer outras garantias em favor de terceiros, exceto seaprovado em reunião de quotistas.

Cláusula décima-segunda – O exercício social terá início em 24/09/2012. terminará em 24/09/2013. ao fim de cada exercício e correspondente ao mesmo serão levantadas as demonstrações financeiras.

Cláusula décima-terceira – Mediante deliberação dos sócios , a sociedade poderá levantar balanços intermediários para qualquer finalidades, inclusive distribuição delucros.

Cláusula décima-quarta – Nenhum dos sócios poderá ceder, transferir ou alienar qualquer de suas cotas a terceiros sem o prévio consentimento, por escrito, do outro sócio, que terá sempre o direito de preferência

CLÁUSULA Décima-quinta - : Falecendo ou interditado qualquer sócio, a sociedade continuará suas atividades com os herdeiros, sucessores e o incapaz. Não sendo possível ou...
tracking img