Contra reforma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4988 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário



Sumário 3


Introdução 4


Capítulo 1 - Possíveis causas - Momento Histórico da Reforma e da Contra – Reforma: 5


Capítulo 2 - A Contra-Reforma – Um único evento, mas dois nomes distintos: 7


Capítulo 3 - Instrumentos utilizados pela Igreja Católica: 8

3.1 - Concílio de Trento 8
3.2 - Companhia de Jesus 9
3.3 - Inquisição: 12
3.4 - Index 21

Conclusão28


Bibliografia 30















Introdução




A EUROPA DO PERÍODO MODERNO SOFREU VÁRIAS E NOTÁVEIS TRANSFORMAÇÕES: OS DESCOBRIMENTOS E COLONIZAÇÃO DE TERRAS ATÉ ENTÃO DESCONHECIDAS, A INVENÇÃO DA IMPRENSA, DESENVOLVIMENTO DA CIÊNCIA (REVOLUÇÃO CIENTÍFICA), MAIOR PROCURA DE CONFORTO, ENTRE OUTRAS. POLITICAMENTE A EUROPA TAMBÉM MUDOU, NA MEDIDA EM QUE MUITOS MONARCASCOMEÇARAM A GOVERNAR DE FORMA ABSOLUTA, OU SEJA SURGIU O ABSOLUTISMO. MAS AS TRANSFORMAÇÕES NÃO FICAM POR AQUI. JÁ A NÍVEL RELIGIOSO, E INFLUENCIADA POR TODAS AS OUTRAS TRANSFORMAÇÕES, A “UNIDADE” DO CRISTIANISMO DESAPARECEU SEM NUNCA MAIS TER TIDO OPORTUNIDADE PARA SE RECUPERAR.
O movimento da Contra-Reforma foi um dos marcos mais importantes deste período. Ele foi a resposta da Igreja Católica aoaparecimento de novas religiões. O papado viu o seu poder territorial e influência diminuírem, daí a resposta ser urgente.
O que vamos tentar fazer neste trabalho é mostrar, de forma muito geral, em que consistiu a reação Católica. Começaremos por descrever as causas que a provocaram, sem tomar muito tempo, pois não é esse o tema central do trabalho. Já os instrumentos utilizados, os objetivos eos efeitos serão tratados de forma mais cuidadosa.







Capítulo 1 - Possíveis causas - Momento Histórico da Reforma e da Contra – Reforma:




- CRESCENTE PERDA DE CRÉDITO DO CLERO DEVIDO A IMORALIDADE, O MAL USO DA AUTORIDADE, VENDA DE CARGOS, RELÍQUIAS SAGRADAS E INDULGÊNCIAS (PERDÃO PAPAL PELOS PECADOS).

- Pressões dos reis que buscavam retirar poder da Igreja Católica, afimde reinarem absolutos (absolutismo);

- A peste negra que matou milhões e fez com que muitas vidas procurassem Deus para serem “poupadas”, mas “não o encontravam na igreja católica sem o uso de grandes quantias de dinheiro”;

- A transição do feudalismo para o capitalismo, que fez surgir um novo grupo de ricos que sofriam com “taxas santas” cada vez mais altas, cobradas por um clero que, emgrande parte, estava preso ao dinheiro; Esses novos ricos também eram cobrados por não estarem realizando votos de pobreza, pois grande parte da igreja católica achava que só ela poderia ter bens, ou seja: associavam a humildade ao poder aquisitivo,

- Na economia, as teorias de condenação a usura, ou seja, a cobrança de juros, ia de encontro com a atividade bancária, que estava se desenvolvendona época;

- O pensamento renascentista, que ocasionou mudanças na visão de mundo, onde o homem renascentista começava a ler mais e formar uma opinião cada vez mais crítica;

- O desenvolvimento cultural e intelectual dos trabalhadores urbanos. Que com mais acesso a livros, começaram a discutir e a pensar sobre as coisas do mundo, com isso, surgem pensamentos baseados na ciência e na busca daverdade através de experiências e da razão.
- A Reforma protestante que estava retirando um grande número de vidas da igreja católica, pois passou a apresentar um Deus amoroso ao invés do Deus vingativo passado pela igreja católica da época;
















Capítulo 2 - A Contra-Reforma – Um único evento, mas dois nomes distintos:




A CONTRA-REFORMA CATÓLICA É UM DOSMUITOS TEMAS HISTÓRICOS QUE DIVIDE OS HISTORIADORES. A PROBLEMATIZAÇÃO COMEÇA DESDE O TERMO USADO: DEVERÁ DIZER-SE CONTRA-REFORMA OU REFORMA CATÓLICA? SEGUNDO ALGUNS, A PRIMEIRA DESIGNAÇÃO RESUME TODAS AS CAUSAS E AÇÕES CATÓLICAS COMO UMA RESPOSTA À REFORMA PROTESTANTE. JÁ PARA OUTROS, O MELHOR TERMO SERIA REFORMA CATÓLICA, POIS SERIA, NA OPINIÃO DELES, UMA PARTE DA REFORMA.
Ela teve como nação...
tracking img