contexto historico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2088 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
O Contexto Histórico do Brasil no período de 1940 a 1960

Em sua trajetória histórica, o Serviço Social não pode ser visto deslocado do contexto sócio-econômico em que se insere. 
Coerentemente com essa expectativa, levantamos algumas características essenciais do contexto, na perspectiva de que possam ajudar a explicar as configurações assumidas pelo Serviço Social no período de 1947-1961,quando a influência franco-belga cede lugar à norte-americana. 
- o contexto histórico do período de 1940 a 1960; 
- o Serviço Social fundamentado na influência norte americana e nos procedimentos do Serviço Social de caso, grupo e comunidade; 
- a construção do Serviço Social Brasileiro (chamado “segundo bloco” da periodização da profissão). 
O contexto histórico do Brasil no período de 1940a 1960 
O capitalismo industrial no Brasil, a partir da década de 1940 começa a tomar contornos mais definidos. Através de uma política econômica e financeira, o Estado incentiva as indústrias, visando à expansão, organização do mercado interno, capitalização e acumulação do setor. 
A expansão da produção industrial é acompanhada pela intensificação da taxa de exploração da força de trabalho,amplamente disponível no contingente populacional. 
O proletariado urbano, nesse período já se manifesta como um setor emergente, capaz de exercer pressões sobre o Estado. Sua contribuição para a queda do Antigo Regime (República Velha), necessária à legitimação do Estado Novo, lança-o no quadro político. 
O Estado Novo, através de sua estrutura corporativa, precisa, necessariamente, incorporarreivindicações dos diferentes setores, inclusive os populares, para validá-los como fonte de legitimação. 
A necessidade de absorver e controlar esses setores, que crescem a partir de sucessivos surtos de industrialização e consolidação paulatina do pólo industrial, é um imperativo dinâmico à própria expansão e acumulação capitalista. 
A repressão da ditadura varguista neutraliza oscomponentes revolucionários dos setores populares ao mesmo tempo em que fortalece o projeto de estrutura corporativista. 
A política do Estado Novo se apresenta, claramente, como resposta às necessidades do processo de industrialização e de enquadramento da população urbana. O surgimento e o desenvolvimento de instituições assistenciais e previdenciárias fazem parte do projeto reformador implementado peloEstado, e têm a característica principal de propiciar benefícios assistenciais aos trabalhadores. 
Trata-se de enfrentar o processo de pauperização do contingente da classe trabalhadora urbana, como forma indispensável à garantia dos níveis de produtividade do trabalho 
(reprodução da força de trabalho), necessários à expansão do capital naquele momento. 
Buscando garantir o “controle social”e mesmo a sua legitimação, o Estado Novo apóia-se na classe operária através de uma política de massa, capaz de proteger e, simultaneamente, reprimir os movimentos reivindicatórios. Suas ações vão desde as 
legislações sociais e sindical até a criação de um aparato institucional assistencial, de forma a se estender da regulamentação do trabalho a uma política social e assistencial, 
aliada,muitas vezes, à própria classe produtora e à burguesia industrial (LBA e SENAI em 1942, SESI em 1946, SENAC, entre outras exemplificam bem a aliança). 
O surgimento e desenvolvimento das grandes instituições assistenciais na década de 1940 coincidiram com o momento de legitimação e institucionalização do Serviço Social. Esse período representou o momento em que a profissão pode romper o estreito quadro de sua origem no bloco católico e, a partir do e no mercado de trabalho que se abriu com essas instituições, instaurar-se como uma categoria assalariada, fortemente atrelada às políticas sociais implementadas pelo Estado. 
No entanto, a profissão carecia de um conjunto de conhecimentos teóricos e técnicos necessários para responder às novas demandas, visto que até a década de 1940, as...